"A Câmara Municipal vai ser administrada por Cartaxo", dispara líder da oposição insinuando quebra de acordo - WSCOM

menu

Política

26/02/2019


“A Câmara Municipal vai ser administrada por Cartaxo”, dispara líder da oposição insinuando quebra de acordo

De acordo com Marcos Henrique, prefeito não tem interesse em ter oposicionistas em Comissões importantes da Casa

Na imagem, o vereador Marcos Henriques

O líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Henrique (PT), insinuou na manhã desta terça-feira (26), no inicio dos trabalhos na Casa, uma possível quebra de acordo firmado com seus pares ainda na eleição antecipada do segundo biênio (2021/2022).

 

Segundo o petista, ficou acordado que oposição ficaria na presidência das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e Orçamento, mas que até agora os vereadores não cumpriram o que foi combinado e estão dando “desculpas” desencontradas para justificar a quebra de acordo. Segundo Marcos Henriques, o acordo foi honrado na primeira Mesa, mas na atual teve essa quebra.

 

Ainda de acordo com o parlamentar, isso teria partido do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PV), que não tinha interesse em ter oposicionistas nestas comissões, quebrando assim o princípio da independência dos poderes.

 

“É um recado que a Câmara Municipal vai ser administrada por Cartaxo”, reclamou.