menu

Brasil & Mundo

24/08/2019


Na França, reunião do G7 começa com Bolsonaro isolado e sob repulsa mundial

Há repulsa ao presidente se instala em todo o planeta; a sexta-feira (23) foi dia de manifestações populares no Brasil e no exterior promovendo panelaços.

A reunião de cúpula do G7 começa neste sábado (24) em Biarritz, França, com o mundo horrorizado com as queimadas que acontecem na Amazônia promovida, como afirmou o ex-presidente Lula, por fazendeiros apoiadores de Bolsonaro.

 

Há repulsa ao presidente se instala em todo o planeta; a sexta-feira (23) foi dia de manifestações populares no Brasil e no exterior promovendo panelaços.

 

A expectativa é que medidas concretas sejam tomadas na reunião para conter a devastação promovida pelo governo bolsonarista com uma governança que garanta a sobrevivência da floresta amazônica. 

 

LEIA MAIS: Macron ameaça deixar acordo UE-Mercosul se Brasil não cuidar da Amazônia e chama Bolsonaro de ‘mentiroso’