menu

Paraíba

21/02/2013


UFCG: MEC reconhece o curso de Medicina

UFCG

 Oficializado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), através da Portaria N°79 de 19/02/1, o reconhecimento do Curso de Medicina da UFCG, Campus de Cajazeiras. Segundo o senador Vital do Rêgo (PMDB), que fez um trabalho de articulação junto ao ministério, “sem dúvida é uma grande notícia. Esse é um sonho antigo da cidade que finalmente é realizado".

A Portaria assinada por Jorge Rodrigo Araújo Messias, secretário de Supervisão e Revisão da Educação Superior do MEC, estabelece em seu artigo 1º que fica reconhecido em caráter excepcional, para fins de expedição e registro do diploma dos alunos ingressantes, o curso Superior de Medicina Bacharelado. A portaria estabelece ainda que o curso ministrado pela UFCG Campus de Cajazeiras, terá 30 vagas anuais.

A luta encampada pelo parlamentar juntamente com o ex-reitor da UFCG, Thompson Mariz, foi confirmada em telefonema que Vital recebeu do Secretário de Ensino Superior do Ministério da Educação, o Dr Jorge Messias, tratando do parecer e autorizando o curso de medicina. "Finalmente parabenizo Cajazeiras, os professores e toda comunidade acadêmica em nome do ex-reitor Thompson Maris que lutaram incansavelmente para a consolidação desta vitória”, afirmou Vital.

Recentemente o senador paraibano esteve reunido com o Ministro da Educação, Aluísio Mercadante. Vital do Rêgo, levou ao Ministro o pleito da comunidade acadêmica que busca a autorização e oficialização pelo MEC e Conselho Nacional de Saúde (CNS) do curso de Medicina da Universidade que fica no campus de Cajazeiras na Paraíba.

Para Vital, o curso é de extrema importância para Cajazeiras, tendo em vista que contribuirá no aumento de médicos que durante e após seus cursos beneficiarão a população cajazeirense. Vital já tinha a garantia do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha para o pleito.

Na oportunidade, Padilha garantiu ao senador que iria empenhar esforços juntos aos órgãos competentes para a autorização do curso em Cajazeiras, o que aconteceu
Vital do Rêgo disse que a proposta do curso é atrair mão de obra médica, principalmente em algumas especialidades, e formar médicos generalistas com uma compreensão crítica da realidade. “O curso deverá ser um catalisador do aprofundamento da regionalização da saúde no Estado”, destacou o senador.