menu

Cinema

04/04/2013


Longa-metragem nacional leva prêmio

Sucesso

 poucos meses conta a história de Zé (Tiaraju Aronovich), um humilde faxineiro de um prédio e restaurador de cadeiras de palha que acaba de receber o diagnóstico de que terá apenas seis meses de vida. A partir daí, uma série de conflitos internos passam a aflorar.

É com esse enredo, considerado um romance sem beijo, que o filme ”Alguém Qualquer”, produzido no Brasil, sem verba pública ou apoio das leis de incentivo, conquistou quatro prêmios em menos de seis meses além de ter sido o único título brasileiro selecionado como concorrente no Beloit International Film Festival (considerado pela crítica especializada como a verdadeira alternativa ao festival de Sundance).

No sábado (23) o longa conquistou o prêmio de “Melhor Longa-Metragem” noLogan Film Festival. Concorrendo como convidado ou indicado, desde novembro de 2012 o filme já faturou os prêmios Boston Latino International Film Festival (BLIFF, na Harvard University) com o prêmio “Escolha do Curador” em Boston (EUA); o Prêmio Ouro 2012 Califórnia Film Award, na categoria Narrative Film Competition (competição de longa-metragem) e noSedona International Film Festival, onde recebeu o prêmio "Director’s Choice Humanitarian Award" (Prêmio Humanitário) na categoria Longa- metragem.

Classificado como “…uma obra prima universal…” pelo diretor do festival na Harvard University (Dr. José Barriga), onde o longa foi exibido, conquistou o único prêmio concedido na ocasião.

Esse já é o segundo longa realizado no Brasil por Tiaraju Aronovich com recursos privados provenientes de suas escolas: o Instituto Stanislavsky (atuação e direção) e a Escola de Cinema, que já formaram mais de 2 mil alunos desde 2006. Aronovich também convida frequentemente alunos de suas escolas para integrarem equipe e elenco de seus projetos, que nos últimos anos conquistaram prêmios e visibilidade nos principais festivais de cinema do Brasil e do mundo, incluindo o prêmio de “Excelência em Cinema” concedido pelo Canada International Film Festival.

Mais detalhes sobre o longa podem ser acompanhados pelo site WWW.anyoneouthere-themovie.com, Facebook http://www.facebook.com/alguemqualquerofilme?fref=ts e o trailler no youtube http://www.youtube.com/watch?v=1iaqJlXDisE

SINOPSE:

"ALGUEM QUALQUER" O fime narra a história de Zé ( Tiaraju Aronovich), um homem simples, calado e solitário que trabalha como faz-tudo em um prédio residencial e repara móveis de palha e vime em suas horas vagas. Nem mesmo a visita inesperada de Jandira ( Amanda Maya), sua prima distante (uma mulher sonhadora e cheia de vida) parece alterar sua rotina de silêncio. No entanto, ao sofrer um infarto, Zé é informado por médicos que possui somente seis meses de vida. Agora, vivendo sob o mesmo teto, Zé e Jandira aprenderão a questionar seus valores de vida, morte, amor e eternidade.

O DIRETOR:
Tiaraju Aronovich – ator, diretor, produtor, editor e compositor, já trabalhou em cinco longas metragens no Brasil e nos EUA, além de mais de 50 videoclips e dezenas de curtas. Seu longa "Sem Fio", lançado nos cinemas em 2009, conquistou o prêmio de "Excelência em Cinema" no Canada International Film Festival, além de integrar as seleções de grandes festivais no Brasil e no exterior. O filme foi classificado por Sílvio Tendler como o "’O Acossado da nova geração". Sua direção no DVD especial "Vivo na Cena", com o roqueiro Nasi, foi indicado ao Grammy Latino de 2010.

Criador da Escola de Cinema e do Instituto Stanislavsky, Aronovich capacitou mais de 1500 alunos em cinema e interpretação. Lecionou no California Institute of The Arts (EUA)- onde se formou, em 2004-, Arizona State University (EUA), USP, Faculdade Belas Artes, SESC e Faculdade Maurício de Nassau, entre outras.

Como músico, após ser premiado no maior concurso de violão erudito do mundo (GFA), apresentou-se no Brasil, EUA e Europa em palcos de prestigio como o RedCat Theatre em Los Angeles e no MASP em São Paulo.