Ipojuca diz que critica PT porque o partido nega princípios da democracia

0
2

O escritor, cineasta e jornalista Ipojuca Pontes, visitou esta semana as instalações do Grupo WSCOM de Comunicação, onde comentou os bastidores da política e cultura cotidiana.

Segundo ele, as críticas constantes ao governo Lula derivam de uma experiência com o modelo democrático de outros países, que contrastariam com “o modelo aproximado do socialismo que existe hoje no PT e até mesmo na Oposição”.

“A verdadeira democracia é a democracia política e econômica, e uma coisa não existe sem a outra. A presença do Estado na economia é um arbítrio que impede o desenvolvimento pleno de um país. Os gregos tinham três princípios básicos: respeito às liberdades, individualismo e a busca da dignidade humana. Essa era a democracia para os filósofos gregos”, disse.

Para Ipojuca, o socialismo é a negação de todos esses princípios. “Eu sou pela luta, ainda com a possibilidade de corrupção, acho que a democracia é uma coisa muito cara à humanidade, então qualquer ameaça à liberdade de se exprimir, de se estabelecer, qualquer confronto da economia estatizante, que liquide o capital privado e o empresário privado, eu me insubordino, eu grito”, completou.

Entre os seus comentários mais recentes, ele diz haver nos bastidores uma movimentação do próprio PT para levar Lula a um terceiro mandato. “Minha luta é dizer o que tem por trás disso. Só porque ele disse que isso fere os seus princípios, que é preciso dar chance e alternativa. Só que se ele der chance e alternativa vai continuar da mesma forma, porque o PSDB é um PT mais light. O próprio FHC disse certa vez que não havia diferença ideológica e política com o PT. Quando eu vejo isso, e sei que o que Lula pensa é o mesmo que Hugo Chavez pensa, só que Chavez é um balão de ensaio. E tem por trás de tudo isso Fidel Castro, que sensibiliza essa gente”, disse.