menu

Futebol

25/07/2019


Guerrero marca nos acréscimos, e Inter vence Nacional no primeiro jogo das oitavas da Libertadores

Gol do peruano sai aos 45 minutos do segundo tempo, após receber passe de Wellington Silva; empate em Porto Alegre garante gaúchos nas quartas de final

O Inter soube como nunca jogar a Libertadores na noite desta quarta-feira, no Estádio Parque Central, no Uruguai. Forte defensivamente, usou seu contra-ataque para vencer o Nacional por 1 a 0 no primeiro jogo das oitavas de final. E tudo graças a Wellington Silva e Guerrero, “garçom” e artilheiro, respectivamente. O gol marcado pelo peruano saiu aos 45 minutos do segundo tempo. Os gaúchos voltam a Porto Alegre com uma mão nas quartas.

Como fica

O Inter retorna de Montevidéu com uma vantagem e tanto na bagagem. O gol no fim garante a classificação às quartas de final com qualquer empate na próxima quarta-feira, às 19h15, no Beira-Rio. Se o Nacional vencer por 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis. Triunfo por um gol de diferença acima de 2 a 1 classifica os uruguaios.

Próximos jogos

Antes de realizarem o jogo que decide a classificação às quartas de final, as equipes atuam no fim de semana por competições nacionais. No sábado, o Nacional recebe o Progreso pelo Torneio Intermédio, às 15h, e o Inter enfrenta o Ceará pelo Brasileirão, às 19h.

Primeiro tempo

O Inter tomou a atitude de pegar a bola e ir para cima do Nacional. Aos oito minutos, Patrick arriscou de pé direito, da entrada da área, e levou perigo ao gol rival. Em falta lateral cobrada por D’Alessandro, Nico López pegou a sobra e só não marcou porque Corujo tirou quase em cima da linha. Então, o Nacional acordou e teve três chances seguidas para marcar. Em uma delas, Bergessio acertou a trave. Aos 33, em contra-ataque, Nico passou para Guerrero finalizar em cima do marcador. Mas o primeiro tempo encerrou zerado.

Segundo tempo

O Nacional voltou do vestiário pressionando o Inter. Bem postada, a defesa colorada soube segurar e interceptar os lances de ataque uruguaios. Mais uma vez mal na partida, Nico López deu lugar a Rafael Sobis aos 15 minutos. Aos 22, Bruno recebeu de D’Alessandro, passou pelo marcador e chutou forte no canto direito para a defesa de Rochet. Sobis assustou o goleiro adversário ao arriscar de fora da área aos 33. Eis que nos acréscimos o reserva Wellington Silva adentrou a área a dribles e rolou para Guerrero estufar a rede. Vitória colorada em Montevidéu.

E o nome do homem?!

Paolo Guerrero fez uma partida não mais que mediana durante 89 minutos no Parque Central. Brigou com os zagueiros adversários, reclamou de pênalti, mas só havia carimbado a defesa adversária até os 45 do segundo tempo. Só que o artilheiro mostrou sua veia goleadora ao receber de Wellington Silva e chutar cruzado para definir a vitória.

Volta para casa sem brilho

Nico López chegou ao Uruguai cheio de expectativa pelo reencontro com o clube que o lançou no futebol. Teve o apoio dos companheiros nas entrevistas antes do jogo. Mas deixou saudade para os colorados, que pouco viram o atacante tocar na bola durante o tempo em que ficou em campo. Aos 15 do segundo tempo, deu lugar a Rafael Sobis e foi aplaudido pela torcida local.

Ela veio em boa hora

Há quase dois meses o Inter não vencia fora de casa. E se cobrava por isso, principalmente no Campeonato Brasileiro. O último triunfo longe do Beira-Rio tinha acontecido em 29 de maio, contra o Paysandu, pela Copa do Brasil. Depois, perdeu para Vasco (Brasileirão), Palmeiras (Copa do Brasil) e Athletico-PR (Brasileirão). O resultado em Montevidéu tem muito que ser comemorado.


Globoesporte.com