menu

28/12/2018


Damião Ramos é anunciado para Secult

O governador João Azevedo divulgou nesta sexta-feira, 28, mais uma lista de nomes que comporá seu secretariado. Entre eles, o doutor Damião Ramos Cavalcanti, para a SECULT – Secretaria de Cultura, tendo como Secretário Executivo, Milton Dornelas, que já estava na gestão coordenando o trabalho de expansão do Prima, e mantendo Nézia Gomes à frente da FUNESC – Fundação Cultural do Estado, que administra o Espaço Cultural José Lins do Rego e equipamentos interligados como o Teatro Santa Roza e outros.

 

Doutor Damião Ramos é pessoa muito bem preparada (ver perfil abaixo), e como presidente, vem conduzindo com habilidade a Academia Paraibana de Letras, e também a Fundação José Américo de Almeida, onde implantou modelo de gestão administrativa (e programação qualificada de eventos), aprovada pela maioria de artistas, autores, gente do cinema e das artes em geral.

 

Pessoa de fácil acesso, conversas dinâmicas, empatia e com base filosófica, Damião Ramos se apresenta como ótima escolha para a Secult, restando desempenhar papel de superar desafios no momento em que a cultura se vê ameaçada pelo novo governo eleito para a presidência do Brasil. Acredita-se, portanto, que diante de sua experiência, traga boas soluções para a cultura, do nosso Estado, é essa a com expectativa.

 

PERFIL – Damião Ramos Cavalcanti é natural da cidade de Pilar – PB, terra do escritor e romancista José Lins do Rego. Passou parte da infância em Itabaiana, aos 11 anos foi estudar em João Pessoa, onde reside até hoje. Em 1966, foi para Roma, Itália, onde realizou seus estudos de graduação e pós-graduação em Filosofia; em Paris, França, de 1978 a 1983, foi a vez da pós-graduação em Sociologia da Educação pela Sorbonne. Professor da Universidade Federal da Paraíba, desde 1973, prestou uma larga folha de serviço como docente e dirigente. Participou da criação da UEPB em Guarabira, da UNIPÊ e da FESP em João Pessoa. Hoje, dedica-se a escrever livros, como membro da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB; da Academia Paraibana de Cinema – APC; da Associação Paraibana de Imprensa – API e da Academia Paraibana de Filosofia – APF. É advogado, escritor, poeta, cronista e presidente da Academia Paraibana de Letras – APL e da Fundação Casa de José Américo.

Notícias relacionadas