menu

Entretenimento

23/04/2019


Galeria Valentim expõe obras de Rose Catão no Centro Cultural Correios, em Recife

Desenhadas na madeira, aranhadas no tecido ou  marcadas na palma da mão, as linhas definem limites. Contornam e integram fronteiras da vida e da fantasia. A percepção das linhas no desenho marca o sentido da nova exposição da artista plástica Rose Catão, cujos trabalhos serão expostos no Centro Cultural Correios, em Recife (PE), a partir desta quinta-feira (25). Trata-se da exposição “Entrelinhas”, que a Galeria Valentim montou na capital pernambucana com 15 obras da artista.

Essa é  a primeira vez que Rose Catão tem uma exposição individual em Pernambuco. “Fizemos uma seleção de trabalhos que possa mostrar ao público pernambucano o valor dessa nossa artista. Queríamos chamar a atenção para a presença da linha, ou das variadas linhas, na xilogravura e na pintura de Rose Catão”, diz Marcus Alves, sociólogo e responsável pela Galeria Valentim.

Ele observa que na obra de Rose Catão não se encontram linhas sem sentido. “É como se todas estivessem entrelaçadas, formando uma rede de significações e expressões de seus desenhos, dos rostos dos brincantes populares, às brincadeiras de crianças”, completa.

A exposição “Entrelinhas” também mostra obras de pintura de Rose Catão, arte-educadora e artista plástica, natural de Campina Grande (PB).  A própria artista diz que durante algum tempo se dedicou quase que exclusivamente à técnica de xilogravura, mas no momento está retomando a pintura de óleos sobre tela e acrílicos. “Estou sendo estimulada a voltar a pintar em tela por vários amigos e essa exposição está sendo um excelente motivo para essa retomada”, acrescenta Rose Catão ao informar que a Galeria Valentim também selecionou suas obras pintadas em tela para expor no Centro Cultural Correios.