menu

Futebol

11/04/2019


Fred faz três, Raposa goleia e se classifica na Liberta

O time mineiro não deu a menor chance à equipe argentina e selou sua classificação às oitavas.

Imagem reprodução

Com três gols de Fred, o Cruzeiro assegurou sua vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores ao derrotar o Huracán, da Argentina, por 4 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela quarta rodada da fase de grupos. O camisa 9 comandou o duelo, que terminou com gol de Dodô.

 

Com o resultado, o time mineiro disparou ainda mais na liderança do Grupo B, com 12 pontos, contra apenas um do lanterna Huracán. O Deportivo Lara, da Venezuela, que ainda joga contra o Emelec, do Equador, tem quatro, contra dois dos equatorianos.

 

DOM FREDON!

Em boa fase na temporada, o Cruzeiro fez um primeiro tempo beirando a perfeição. Realizando seu centésimo jogo com a camisa celeste, Fred guiou a equipe em 45 minutos de arrepiar qualquer torcedor do clube.

 

O artilheiro desencantou na Libertadores, pelo clube mineiro, marcando logo três vezes e alcançando a marca de 14 gols em 2019 – o time todo fez 41.

 

ABRIU A PORTEIRA

O primeiro foi aos 18 minutos. Marquinhos Gabriel avançou pela esquerda, cortou para o pé direito e cruzou para área. Fred ganhou de dois zagueiros para mandar no fundo das redes, de cabeça.

 

O Huracán até tentou o empate, mas encontrou Fábio em noite inspirada. O goleiro fez um milagre no arremate à queima-roupa de Barrios. No rebote, Damonte também parou no camisa 1.

Aos 22 minutos, Robinho virou o jogo para Marquinhos Gabriel na entrada da pequena área. Ele ajeitou para Fred, que completou para o gol. O camisa 9 fez o terceiro aos 31. Dodô cruzou na medida para o artilheiro testar firme para fazer mais um.

 

Foi o segundo jogo do atacante com três gols em dez dias. Ele havia marcado três no triunfo sobre o América, por 3 a 2, no duelo de ida da semifinal do Mineiro.

 

SACRAMENTOU!

No segundo tempo, o Cruzeiro administrou a vantagem conquistada na etapa inicial. Mano Menezes ainda poupou jogadores como Robinho e Fred, e os que ficaram em campo diminuíram o ritmo. Mesmo assim, a equipe chegou ao quarto gol, aos 37, com Dodô, em um chute no ângulo.