menu

Futebol

21/01/2013


Fla apresenta camisa com novo patrocínio

Peugeot

 O Flamengo tem um novo patrocinador master, mas o contrato ainda depende da aprovação do Conselho Deliberativo. A votação ocorrerá na noite desta terça-feira, e a tendência é de aprovação. Na tarde desta segunda, em evento realizado na Gávea, a diretoria rubro-negra apresentou a parceria com Peugeot pelos próximos três anos. A camisa com o símbolo da montadora francesa deve estrear já nesta quarta-feira, na partida contra o Madureira, às 17h (de Brasília), pela segunda rodada da Taça Guanabara.

O valor fixo da parceria não foi divulgado. Especula-se que será de R$ 10 milhões por temporada, com variáveis que podem chegar a R$ 15 milhões – total entre R$ 30 e R$ 45 milhões. Segundo o vice-presidente de marketing do clube, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, a estratégia inicial, que era de promover um rodízio com três marcas no espaço do pratrocínio master do uniforme, está descartada num primeiro momento.

– Não estamos celebrando com a Peugeot um contrato de rodízio. Temos claramente uma situação definida ao longo desse ano. Temos previsão no contrato. Se houver interesse, outros poderão se juntar a nós. Desde que não conflitem com os interesses do clube ou com a área de atividade da Peugeot. Caso essa segunda opção seja do interesse das empresas que estão na camisa, caso seja importante, temos essa opção. Mas o contrato não está celebrado com esta finalidade. Esse contrato também apresenta uma inovação. Vamos ter em todas as áreas remuneração fixa e remuneração variável. Se for campeão carioca, faz jus a um bônus. Se for campeão da Sul-Americana, outro bônus. E assim sucessivamente. Nós temos certeza absoluta que em mais algum tempo vamos trazer mais dois nomes, que vão se juntar a Flamengo e Peugeot para se tornar algo maior – afirmou.

Porém, o valor é considerado baixo para o patrocínio master. O Corinthians, por exemplo, receberá R$ 12 milhões por ano para estampar a marca da Fisk na barra da camisa. No espaço nobre, a Caixa Econômica Federal rende ao clube paulista outros R$ 30 milhões.

Além de Bap, participaram do evento o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, o presidente do Conselho Deliberativo, Delair Dumbrosck, o diretor geral da Peugeot Brasil e América Latina, Frédéric Drouin, e o diretor de marketing da montadora francesa, Frederico Battaglia.

– O Brasil tem duas paixões: carros e futebol. É um grande orgulho se associar ao Flamengo e uma grande responsabilidade diante da torcida. Vamos construir juntos uma grande parceria, uma parceria de resultado – previu Drouin.

O patrocínio da Peugeot se limita ao futebol profissional, categorias de base e futebol de salão. Com o tempo, há a possibilidade de evouir para outras modalidades. Isso, segundo Bap, vai depender de novas tratativas e conversas. Como o acordo ainda ser votado, o presidente do Conselho Deliberativo, Delair Dumbrosck, participou da coletiva de lançamento da parceria.

– Essa apresentação se faz necessária em função da agilidade dos negócios hoje. O Flamengo trabalhou muito para fechar essa parceria e isso requer uma rapidez muito grande para produzir as camisas. Houve necessidade dessa coletiva sobre o casamento, que eu espero que seja bastante longo, mas isso não vai de maneira nenhuma prejudicar ou antecipar qualquer aprovação pelo Conselho de amanhã. Estaremos reunidos às 19h, esperamos contar com o maior número possível dos conselheiros, onde vamos apresentar os parceiros que estão prontos e ratificar, por unanimidade, essa parceria – explicou.

Anúncio de Carlos Eduardo não é feito no evento

Além da apresentação da nova camisa, era esperado no evento da Gávea que o Fla anunciasse oficialmente a contratação de Carlos Eduardo. Porém, a confirmação não foi feita pelo clube. O Rubro-Negro já chegou a um acerto com o meia-atacante do Rubin Kazan, da Rússia, que chega por empréstimo por 18 meses. O anúncio deve acontecer ainda nesta segunda-feira.