menu

Esporte

06/10/2019


Finalíssima: Sampaio Corrêa enfrenta o Náutico em busca de taça inédita da Série C

Time alvirrubro venceu o primeiro jogo por 3 a 1 e pode perder até por um gol de diferença.

Imagem ilustrativa - Times buscam a taça da Série C neste domingo

O Náutico está muito perto de conquistar o primeiro título nacional em 118 anos de história, mas não pode esquecer que do outro lado está um Sampaio Corrêa que ostenta três títulos brasileiros. Com boa perspectiva após a vitória por 3 a 1 no jogo de ida da final da Série C, nos Aflitos, o time pernambucano buscará a conquista inédita neste domingo, a partir das 16 horas, quando será disputado o jogo de volta , no Castelão, em São Luís.

 

O triunfo no primeiro jogo dá ao Náutico a vantagem de ficar com a taça mesmo no caso de uma derrota por um gol de diferença. Do outro lado, o Sampaio precisa vencer por dois gols para levar a decisão aos pênaltis ou por três para ser campeão durante o tempo regulamentar.

 

Quando os dois times se enfrentaram no Castelão, durante a fase de grupos, os pernambucanos surpreenderam os donos da casa e venceram por 2 a 0. Outro retrospecto que não é dos mais animadores ao Sampaio é a falta de vitórias por vantagem de dois gols ao longo de toda a Série C. Os resultados mais elásticos do time maranhense foram por dois gols, em cinco oportunidades, o que seria o suficiente para ao menos decidir nas penalidades.

 

TÍTULO INÉDITO OU BI?Esta é apenas a terceira vez que o Náutico participa de uma edição da Série C. Geralmente, o clube integra as divisões superiores, com 21 participações na Série B e 34 na Série A, o que não quer dizer que um título da terceira divisão seria tratado com desdém, até porque uma conquista fora do âmbito regional seria inédita.
A última oportunidade de conquistar um título nacional foi em 1988, quando o time perdeu a final da Série B para a Inter de Limeira. O Sampaio, por sua vez, foi campeão da Série B em 1972, da Série C em 1997 e da Série D em 2012.

 

RETORNO E DÚVIDASO técnico João Brigatti terá um retorno importante para decisão do título. Recuperado de uma lesão muscular, o zagueiro Paulo Sérgio está novamente à disposição e retomará a posição de titular ao lado de Odair Lucas.

 

“Basta a gente jogar o futebol que a gente vem jogando durante a competição. Entrar determinado. Sabemos da importância de ter atenção redobrada. Tenho certeza que com força da nossa torcida podemos reverter esse placar. A gente sabe de nossa qualidade”, disse Paulo Sérgio.

 

Apesar da certeza do retorno do capitão, Brigatti tem algumas dúvidas. A principal delas é na lateral esquerda, entre Romano e João Vitor, que ganhou a posição de titular nas fases decisivas. Outra possível mudança é o retorno do meia Rodrigo Andrdade, que ficou de fora do jogo de ida porque Briagtti optou por jogar com três volantes. Neste caso, Lucas Hulk ou Ferreira deixariam o time.

 

BAIXA DE PESOAutor de um dos gols na vitória rodada de ida da final, o zagueiro Camutanga não poderá disputar o jogo de volta. Mais do que isso, ele ficará fora de combate por cerca de sete meses.

 

Depois de deixar a primeira partida da final com dores no joelho esquerdo, o jogador de 26 anos foi diagnosticado com uma lesão no ligamento cruzado anterior.

 

A recuperação envolve uma operação de reconstrução ligamentar, por isso o longo período sem jogar. Ele se junta a nomes como os atacantes Thiago e Rafael Oliveira como baixa para a decisão do título.

 

“Camutanga está fora da competição e o período de afastamento dos gramados vai ser um período muito longo. A gente lamenta muito, por que são jogadores que foram titulares e o Camutanga vivia talvez o seu melhor momento na competição e dele”, lamentou o treinador Gilmar Dal Pozzo.
Sem o defensor, o técnico alvirrubro deve escalar Rafael Ribeiro ao lado de Diego Silva na formação da dupla de zaga. Outra mudança para a partida deve ser o retorno de Matheus Carvalho, que está novamente à disposição após cumprir suspensão e deve ficar com a vaga eu foi de Danilo Pires no jogo de ida. As informações são do FI.

 

_
Portal WSCOM