menu

Política

10/07/2019


Eleição na PGJ: João Geraldo defende independência, transparência e revezamento no MP Estadual

Por Walter Santos

O promotor de Justiça, João Geraldo, é candidato a Procurador Geral de Justiça no Estado pela quarta vez seguida com o propósito e compromisso de produzir uma gestão independente, com máxima transparência e, agora, apostando no revezamento por considerar a atual gestão forjada num processo iniciado por Osvaldo Trigueiro e Bertrand Asfora.

– Chegamos a um novo processo de disputa no qual me sinto preparado com coragem e trabalho para dar uma grande contribuição ao Ministério Público, inclusive assumindo compromisso de paridade entre homens e mulheres nos cargos – declarou com Exclusividade ao Portal WSCOM.

Para ele, que se refere com orgulho de muitas ações de enfrentamentos como a acruz vermelha, o TAC da Festa das Neves, agora mesmo a restauração da Praça Dom Ulrico, etc, o Ministério Publico precisa conviver com mudanças no comando para impedir vicios.

Ele até reconhece o valor dos Procuradores Geral de Justiça, mas insiste em alternância.

Segundo ele, em chegando no cargo vai conviver com o orçamento tendo inventividade, mesmo tendo compromisso com o segmento, sobretudo no fortalecimento dos setores, pois se referiu ao GAECO, com mais empoderamento.
João Geraldo não acha que haja interferência politica no MP e espera ter uma chance de estar na lista triplice. “Por que não dar esta oportunidade”, indagou ao final.