menu

Política

05/01/2013


Antônio Lopes: Prefeitura está sucateada

O novo prefeito de Coremas, Antônio Lopes, está realizando despachos administrativos, com auxiliares e desde que tomou posse no cargo, apetrechado por apenas um birô e uma cadeira rôta, pois – como denuncia ele -, seu antecessor, Edilson Pereira, deixou o Gabinete totalmente depenado, desprovido das mínimas condições de trabalho. Envolto em temperatura de 40 graus Celsius, em razão da grande Seca, ‘Toinho’ – como é mais conhecido – ficou, até, sem o aparelho de ar-condicionado.
 

Segundo ele, o ‘estado de coisas’ com que assumiu (3ª vez) os destinos do município, é de assustar e causar vergonha. “No dia imediatamente seguinte à minha posse, fui à sede da Prefeitura e deparei-me com algo lastimável! A Prefeitura estava (e continua, por pouco tempo, espero em Deus) sucateada. Até o Gabinete em que trabalhava meu antecessor foi praticamente destruído. Retirou-se, de lá, quase tudo, surrupiaram mesmo, só tendo sobrado do mobiliário, um birô e uma cadeira”, relata o novo prefeito de Coremas, acrescentando que a frota de veículos sequer conta com pneus e baterias.
 

Ele, no entanto, não se mostra desanimado. Ao contrário, estima que  a situação estará parcialmente resolvida dentro dos três meses próximos, sobretudo em virtude de um processo de contenção de gastos que – segundo ele – já está em marcha.
 

“Todo esse desmantelamento da máquina pública do nosso município em breve constará de longo e criterioso relatório que entregaremos às instituições competentes do nosso Estado, já em fase de elaboração, para que o gestor que me antecedeu deva responder pelos atos e atitudes que cometeu, e minha grande preocupação, de agora em diante, é cuidar da restauração de tudo isso, trabalhando, dia a dia e sem cessar, com o conjunto dos meus auxiliares”, pondera Toinho, assegurando reconduzir Coremas, ao longo do mandato, à posição de prestígio com que já se portou no cenário sócio-político e cultural da Paraíba.