Cruzeiro do Sul promove demissão de 43 professores do curso de direito do Unipê; ato repercute mal nas mídias sociais

0
3

Por Redação /Portal WSCOM

O grupo Cruzeiro do Sul Educacional, que adquiriu recentemente os direitos econômicos do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê, anunciou a demissão coletiva de 43 professores de um dos cursos de direito mais respeitados do país. O fato tornou-se público na noite desta segunda-feira (17), e rapidamente começou a repercutir em vários canais de discussão nas mídias sociais (veja postagens abaixo).

 

A lista de demissionários contém nomes respeitados no meio jurídico paraibano, a exemplo de ex-desembargadores e juízes do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), procuradores da República, procuradores do Trabalho, procuradores do Estado, professores de universidades públicas e advogados renomados em várias áreas do direito público e privado, entre outros.  

 

Esta é a segunda leva de demissões em massa que o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional promove no Unipê. Na última semana, o Portal WSCOM revelou, com exclusividade, a o encerramento de contrato de funcionários com mais de dez anos de serviços dedicados à instituição.

 

Além disso, o grupo educacional determinou a suspensão dos pagamentos de mídia à área de comunicação, travando os anúncios em vários veículos anunciantes do Unipê.

 

Nesta segunda-feira, a informação é que os professores de direito demitidos foram comunicados, um a um pela nova direção do Centro Universitário. São eles:

 

1 – Maria das Neves do Egito (Desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça da Paraíba – TJPB);
2 – Geilson Salomão Leite (ex-procurador-Geral do município de João Pessoa);
3 – Eduardo Varandas, (procurador Regional do Trabalho na Paraíba);
4 – Nadir Valengo (juiz aposentado do TJPB);
5 – Delosmar Mendonça Neto (procurador do Estado);
6 – Edísio Souto (procurador do Estado);
7 – Yordan Delgado, (procurador Federal);
8 – Josivaldo Félix (juiz do TJPB);
9 – Glauce Gaudêncio (ex- delegada Delegacia Regional do Trabalho na Paraíba);
10 – Márcio Accioly (ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral);
11 – Carlos Mangueira;
12 – Marcos Caju;
13 – Rodrigo Toscano;
14 – Martsung Alencar;
15 – Glauber Salomão;
16 – Fernando Vasconcelos;
17 – George Morais;
18 – Antônio Hortêncio;
19 – Carlos Romero;
20 – Leila Cristiane;
21 – Fátima Braga;
22 – Anaína Clara;
23 – Henrique Espínola;
24 – Mônica Duarte;
25 – Marcelo Carniato;
26 – Paulo Roberto;
27 – João Arlindo
28 – Sérgio Reis;
29 – Leopoldo Viana;
30 – Antônio Barroso;
31 – Paula Cristiane;
32 – Alexandre Jorge;
33 – Luiza Rosa;
34 – Alyrio Segundo;
35 – Paulo Lacerda;
36 – Carolina Ferraz
37 – Armando;
38 – Vinicius;
39 – Áurea Cecato;
40 – Flamarion;
41 – José Orlando;
42- Iranice Muniz;
43 – Bruno Bastos.

Repercussão negativa

A demissão dos professores e servidores do Unipê já começou a repercutir negativamente nas mídias sociais on-line. Demitidos, alunos, ex-alunos e admiradores da instituição começaram a se posicionar contra a atitude do Grupo Cruzeiro do Sul. Confira algumas postagens: