Corretor acusado de assassinar radialista poderá ter inscrição cassada pelo Creci-PB

0
6
Corretor Roberto Vicente Correia do Monte é acusado pelo crime

O corretor de imóveis, Roberto Vicente Correia, preso na tarde desta sexta-feira (31) sob a acusação de assassinar o radialista Joacil Filho, na noite de quinta-feira (30), em um restaurante na cidade de Campina Grande, poderá ter a licença cassada pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-PB). Diretores e coordenação jurídica do órgão se reunirão na próxima segunda-feira (3), para examinar o caso.

 

Caso seja evidenciada sua conduta delituosa, será instaurado um processo administrativo disciplinar, a ser concluído num prazo de 90 (noventa), quando será julgado pela Comissão de Ética e Fiscalização Profissional (Cefisp) e Turma de Julgamento, que ao final – disponibilizado o princípio universal da ampla defesa e do contraditório – decidirá pela aplicação de sanção que pode ir de uma advertência ao cancelamento da inscrição junto ao Creci-PB. Nesse período, seu registro profissional também poderá ser suspenso.

 

Radialista Joacil Filho

Acusado de matar taxista

 

Na próxima sessão plenária, a ser realizada no dia 6 de junho, o Creci-PB julgará processo administrativo disciplinar ético contra o corretor de imóveis Gustavo Teixeira Correa, preso preventivamente, acusado de assassinar o taxista Paulo Damião dos Santos, fato ocorrido por volta das 17h30 do último dia 15 de fevereiro, no bairro do Bessa, em João Pessoa.


Portal WSCOM