menu

Paraíba

24/08/2019


Centenas de pessoas protestam na orla do Cabo Branco; manifestações pedem o acesso de deficientes físicos as praias da Capital

O projeto, que vem beneficiando pessoas com deficiência física, virou pauta e repercutiu em todo Estado após um grupo de senhoras pedir a paralisação da ação. 

Imagem reprodução

A orla da praia do Cabo Branco, em João Pessoa, ficou lotada, na manhã deste sábado (24), durante encontro promovido por autoridades politicas e moradores do bairro que se reuniram para chamar a atenção da sociedade para o projeto ”Acesso Cidadão”.

 

O projeto, que vem beneficiando pessoas com deficiência física, virou pauta e repercutiu em todo Estado após um grupo de senhoras pedir a paralisação da ação. 

 

Neste sábado, com faixas e cartazes, centenas de pessoas exigiram que os deficientes continuassem a ter acesso as praias do litoral paraibano. A intenção agora é tornar o projeto lei.

 

Imagem reprodução

 

 

Acesso cidadão

O programa tem como objetivo fazer com que pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida possam aproveitar o fim de semana para tomar um banho de mar. As atividades começaram em dezembro de 2012, na gestão do então prefeito Luciano Agra (in memoriam) e proporcionam acessibilidade sempre aos sábados, das 7h às 12h, em frente à Fundação Casa José Américo de Almeida.

 

O projeto, que também prevê o acesso a jogos esportivos, lazer e cultura, é resultado de uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Planejamento (Seplan), com a Fundação Casa José Américo; a ONG Assessoria e Consultoria para Inclusão Social; e a Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).