menu

Política

26/01/2013


Cássio pode perder liderança do PSDB

Indicado para ser líder do PSDB no Senado Federal, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) pode abrir mão da liderança para garantir a unidade do partido em torno da candidatura do senador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB). A crise no ninho tucano teve início depois que o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), que pretende se candidatar pela terceira vez à Presidência nas eleições de 2014, apresentou o nome do senador de São Paulo Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) no lugar de Cássio. “Não serei empecilho em ceder a primazia de líder do PSDB no Senado em prol da unidade do meu partido em torno da candidatura de Aécio”, revelou Cássio.

O senador paraibano disse que, “se por acaso, Aécio e a bancada entenderem que, neste momento, a opção por Aloysio pode ser útil ao projeto de Aécio e do PSDB, não criarei qualquer empecilho e estarei disposto, como sempre estive, a praticar a união do partido e ajudar na consolidação da candidatura de Aécio, não vou fazer disso cavalo de batalha, não tenho obsessão pela liderança”, afirmou.

Cássio garantiu que independente da definição em torno da escolha de Aloysio Nunes para a liderança tucana no Senado, deve manter a postura de oposição ao governo Dilma Rousseff, seguindo as orientações do partido. “Indiscutivelmente vou manter a minha posição, a minha palavra sempre ativa, altiva, forte, independente, autônoma, cobrando do governo ações, especialmente àquelas que se referem ao povo paraibano, que sofreu muito com a seca em 2012”, disse.

Para ele, mais importante no momento é reforçar a unidade partidária e dar espaço para Aécio, já que José Serra teve sua oportunidade e não obteve sucesso.

O senador Cícero Lucena (PSDB) disse que a tendência natural é que Cássio seja conduzido à liderança do PSDB no Senado e tem se articulado no ninho tucano para garantir que ele ascenda à condição de líder. “Até o momento, o consenso é em torno do nome de Cássio e acredito que só haverá mudanças se o próprio Cássio desistir de ser líder. Aloysio Nunes é um nome forte, mas a maioria entendeu que Cássio é quem deve ser o líder”, afirmou.