menu

Esporte

22/08/2019


Botafogo deve rescindir com Biro Biro após problema cardíaco

© Reprodução /Instagram

O Botafogo rescindirá o contrato com o atacante Biro Biro, que sofreu síncope durante treinamento no dia 16 de julho e deixou o campo anexo do Nilton Santos desacordado. Após acordo com o empresário do atleta, Jorge Moraes, o clube já fez a solicitação no sistema da CBF para que seja feito o distrato.

Como Biro Biro, de 24 anos, tem apresentado ansiedade e nervosismo após os problemas cardíacos sofridos na China e no próprio Botafogo, clube e staff entenderam que encerrar a relação no momento é uma maneira de não pressioná-lo no processo de recuperação. Enquanto o atleta esteve sob contrato, o Alvinegro arcou com os custos do tratamento.

Biro Biro, Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Biro Biro, Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

A passagem de Diego Santos Gama Camilo, o Biro Biro, pelo Botafogo durou apenas 16 dias teoricamente. Acertado com o Glorioso desde o fim de junho, passou a treinar no Nilton Santos a partir de 1º de julho e foi anunciado um dia depois. Não chegou nem sequer a ser apresentado, pois chegou num momento em que a equipe tinha se negado a dar entrevistar em protesto por atrasados.

Treinou bem, era cotado para rapidamente ter oportunidade no time titular e acabou relacionado para a primeira partida do time após a parada da Copa América, contra o Cruzeiro. Gripado, acabou cortado do jogo.

Dois dias depois, passou mal durante treinamento no Nilton Santos e foi encaminhado para um hospital na Zona Sul. Desde então, tem passado por exames. Em outubro, terá o resultado de um estudo que pode definir se seguirá ou não no futebol.

A investigação passa agora pela possibilidade de uma doença elétrica e rara, de origem genética, que pode afetar o coração do jogador. Um material do órgão do atleta foi recolhido e vai para análise de laboratório. O resultado leva de um a dois meses para sair. Neste período, Biro Biro segue afastado do futebol.

Enquanto aguarda o resultado do exame, toma remédios e faz atividades físicas moderadas.

Globo Esporte