Publicidade
Os efeitos pós Maranhão, a reação de Cartaxo e as novas possibilidades que afetam a Oposição

Em politica, como filosofou Manoel Gaudêncio, a dinâmica é impressionante e tudo pode produzir, até o que antes fora tratado como impossivel. Esta é a essência do novo momento da cena política no Estado, depois que o senador José Maranhão resolveu dar as Cartas na sucessão estadual quase que implodindo a aliança partidária que reelegeu Luciano Cartaxo prefeito de João Pessoa e parecia muito forte a se repetir em 2018.

A rigor, o que mais irritou Luciano Cartaxo não foi a mobilidade de Maranhão de procurar Romero Rodrigues e Cássio Cunha Lima oferecendo a Vice de Campina para selar acordo, mas as argumentações paralelas do senador do PMDB afetando a confiança entre eles.

Luciano sabe que todos estão jogando cada um à sua maneira, mas ao se efetivar a desconfiança e, ato continuo, afetando a possibilidade de acordo entre as partes, isto significa quebra de Pacto preocupante aos interesses da Oposição.

EFEITOS IMEDIATOS

Mais do que irritar, esta nova realidade mostra a fragilidade na relação com Maranhão, até insinua afastamento, e é tudo o que só interessa ao governador Ricardo Coutinho. Maranhão ao afirmar não ter confiança em LC só leva o prefeito a rever a conjuntura e até admitir relacionamento com RC.

Esta é a novidade que surge como consequência levando o prefeito a pensar em Planos B e C - Lucélio e Maisa - doravante noutra perspectiva.

Não se disse nem é inteligente afirmar que Luciano já está de malas prontas para Ricardo, mas tudo fez acender uma captação de dados em pesquisa apontando que há aprovação do eleitorado em favor da convivência politica alinhada entre eles.

Em sintese, novo terreno à vista tudo pela quebra de confiança.

05/01/2018 as 11:48