menu

Política

21/02/2013


Bantiga cobra do Estado ração no Cariri

O deputado Carlos Batinga (PSC) apresentou requerimento na Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB) solicitando que a Casa de Epitácio Pessoa cobre ao Governo do Estado, através da secretaria estadual de Infraestrutura, a regularização da distribuição da foragem tipo silagem aos produtores rurais nos municípios do Cariri paraibano atingidos pelos efeitos da estiagem. 

No requerimento, Batinga ressalta que a Paraíba enfrenta a maior seca dos últimos 80 anos e que a estiagem vem provocando a dizimação de quase todo rebanho de caprinos, bovinos e ovinos, no semi-árido, com reflexo maior no cariri, curimatau e sertão. “O Governo do Estado anunciou um programa de distribuição de forragem, na tentativa de salvar o restante do rebanho, fato que não está acontecendo, com a regularidade esperada”, lamentou.

Batinga acrescentou que, em alguns municípios do Cariri, exemplo de Parari, São José dos Cordeiros, Gurjão, Santo André e Caraúbas, a distribuição da ração ocorreu pela ultima vez no mês de novembro do ano passado. De acordo com o deputado, o fato só demonstra a falta de gestão do programa por parte do Estado.

“Para ter uma dimensão do problema, é bastante citar que as cidades de Parari, São José dos Cordeiros, Gurjão, Santo André e Caraúbas, no cariri paraibano, a ultima distribuição aconteceu em novembro de 2012, enquanto na cidade de Serra Branca, a distribuição ocorreu na primeira semana de dezembro de 2012, o que mostra a completa falta de gestão na distribuição da ração, que deveria ser distribuída com maior celeridade e regularidade possível na tentativa de salvar o restante do rebanho faminto”, afirmou.

Torta de Algodão e Farelo de Soja

Além da distribuição da forragem, o deputado também apresentou requerimento cobrando da Empasa (Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas) a ampliação da distribuição de Torta de Algodão e Farelo de Soja nos municípios de Serra Branca, Boqueirão e Taperoá.

O deputado explicou que atualmente a aquisição e distribuição dos dois produtos subsidiados pelo Estado vem acontecendo apenas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Monteiro e Patos, o que prejudica vários municípios da região do Cariri.

“Como forma de descentralização, para o melhor atendimento aos agricultores da região do cariri paraibano, solicitamos a Empasa que sejam criados novos pontos de distribuição e aquisição da torta de algodão e farelo de soja nas cidades de Boqueirão, Serra Branca e Taperoá, facilitando desta maneira o deslocamento dos produtores. A medida vai contribuir para um melhor fluxo de distribuição na região e maior redução do custo do transporte dos pequenos produtores de cada comunidade”, sustentou.