menu

Política

07/01/2013


FPM: Berguim recebe prefeitura com R$ 6

Itaporanga

O prefeito de Itaporanga, Audiberg Alves (PTB), reuniu, na manhã desta segunda-feira (07), no auditório da Câmara de Vereadores da cidade, parte do seu secretariado para prestar contas a população dos primeiros atos administrativo da sua gestão. Na oportunidade, o prefeito também concedeu uma entrevista coletiva à imprensa e cada secretário apresentou um relatório de como encontrou suas respectivas patas.

“O objetivo desta entrevista é mostrar como recebemos a prefeitura ao assumirmos, prestar contas e deixar a população a par dos nossos primeiros atos administrativos”, disse o prefeito ao iniciar a solenidade.

Os secretários que compuseram a mesa da solenidade foram: Aparecida Alves (saúde), Josilene Brito (Educação), Welton Tomaz (Chefe de Gabinete), Paulo Ney (Tesoureiro), Silvério Soares (Infra-estrutura) e Naura Ferreira (Ação Social). No seu relatório, o chefe de Gabinete Welton Tomaz destacou que a Audiberg encontrou a sede da prefeitura totalmente sucateada. “Sequer ar condicionado tinha no gabinete do prefeito e apenas dois computadores estavam funcionando em toda sede da prefeitura. Para se ter idéia do caos, com aquela pequena chuva de ontem a sala do prefeito foi inundada, devido a infiltrações no teto”, declarou.

Os demais secretários também destacaram os caos, sobretudo de infraestrutura, encontrados em suas pastas. Aparecida Alves revelou que a garagem da secretaria de saúde estava servindo de depósito para lixo hospitalar. “Na secretaria de Saúde a garagem servia de depósito de lixo e nos armários encontramos gazes usadas, surjas de sangue. No hospital infantil a situação é ainda pior, com agulhas, bisturis e seringas usadas sendo guardadas em uma sala”, afirmou.

Aparecida enfatizou também que outros problemas graves verificados na saúde são: desvio de função, com servidores cedidos a outros órgãos e muitos em outras cidades, portanto, longe do seu local de trabalho; e os PSF’s sucateados, com falta de equipamentos e paredes rachadas. "Conforme decreto do prefeito estou chamando todos os servidores para seus locais de origem’, comentou. 

Já o secretário de infra-estrutura, Silvério Soares, disse em seu relatório que encontrou a cidade cheia de lixo e entulho. Segundo ele, mais de 20 lixões clandestinos foram encontrados. Ele disse também que a frota do município está totalmente sucateada. “Quase todos os carros estão quebrados, apenas um funciona. Nem o carro do prefeito tem condições de uso”, declarou.

Após a explanação dos secretários, o prefeito Audiberg Alves mostrou, através de apresentação de slides, como encontrou as finanças do município. Segundo ele, ao contrário do que disse o seu antecessor, o ex-prefeito Djaci Brasileiro (PSDB), de que teria deixado mais de R$ 500 mil para a atual gestão, ao tomar posse recebeu a prefeitura com apenas R$ 414,94 (Quatrocentos e cartoze reais e noventa e quatro centavos) em caixa e parte da folha de pagamento de novembro e toda a folha de dezembro atrasadas. Segundo ele, de Fundo de Participação dos Municípios (FPM) recebeu apenas R$ 6,09 (seis reais e nove centavos).

“A minha preocupação em trazer isto é para mostrar como realmente eu recebi a prefeitura e não para atacar o meu antecessor. Tinha que mostrar estas questões a população para dar transparência à gestão. Minha maior preocupação é mostrar aos servidores que com os recursos encontrados em caixa não tenho como pagar as folhas atrasadas”, afirmou.

Audiberg explicou que os cerca de R$ 500 mil citados por Djaci são recursos oriundos de convênios para a execução de obras, portanto, verbas carimbadas, com destinação específica. “Com esse dinheiro de forma alguma pode se pagar funcionários”, sustentou.

Apesar da situação adversa encontrada, o prefeito garantiu que irá sanar todas as dívidas com os servidores e que o mês de janeiro será pago dentro do mês trabalhado, até o dia 30. “È compromisso nosso pagar os funcionários, mas só tenho cinco dias de gestão, por isso peço paciência a todas. Vou fazer o possível para sanar estas folhas que ficaram em atraso”, finalizou.