menu

Política

26/08/2019


Ato pró-Transposição poderá não ter a presença de base aliada; Ministério teria prometido soluções para obra

Por Walter Santos / Portal WSCOM

A convocação de ato público pelo ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na cidade de Monteiro, no próximo domingo (1º),  em defesa da  Transposição do Rio São Francisco, passa a conviver a partir desta segunda-feira (26) com dois fatos em curso: primeiro, que Ministério do Interior (ex-Integração) estaria informando aos governadores que os problemas na obra são de natureza técnica e estão em vias de solução.

O outro tema, segundo informações chegadas ao Portal WSCOM, tem natureza política a repercutir junto à organização do ato público, que é a ausência da base aliada do governo na referida manifestação.

Ainda não há a revelação por parte do Poder Executivo sobre a posição do governador João Azevêdo (PSB) sobre comparecimento, mas dados repassados por lideranças políticas indicam que o atual Chefe do Poder Executivo  deverá não se fazer presente ao ato público.

– Não vou comparecer ao evento porque os indícios são de que o governador não irá ao ato – revelou uma Alta Fonte ligada à base aliada.

O líder do Governo, Ricardo Barbosa (PSB), confirmou que não poderá participar da manifestação porque está com compromisso assumido com a UNALE em Santa Catarina, conforme convite anterior.