menu

Paraíba

19/02/2013


Apaab quer apoio do Ministério Público

Os maus-tratos contra animais e a conscientização por parte da população e autoridades no que se refere ao bem-estar animal e à saúde pública foram temas da reunião, ocorrida na manhã desta segunda-feira (18), entre o procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, e representantes da Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (Apaab), organização não-governamental que atua na Região Metropolitana de João Pessoa.

As educadoras Renata Coelho (bióloga e professora da Universidade Federal da Paraíba – UFPB) e Maribel Amengual (militante da Apaab) entregaram ao procurador-geral uma vasta documentação relativa ao bem-estar animal, solicitando apoio do Ministério Público às atividades desenvolvidas pela Associação, que foi fundada em 2006 e é direcionada para ações educativas e de conscientização da população.

“Fomos muito bem recebidas pelo procurador-geral e acreditamos que o Ministério Público vai nos ajudar quanto aos protetores de animais que quase sempre são ameaçados pelo Centro de Zoonoses e quanto à Delegacia de Crimes Ambientais, que muitas vezes deixa de nos atender, alegando que não é o seu papel”, apontou a bióloga Renata Coelho. “É um assunto que exige a sensibilidade de todos. É uma questão de mudança comportamental e cultural, o que faz o assunto ser de difícil compreensão por parte da maioria, mas isso nos indica que podemos fazer diferente”, avaliou o procurador-geral Oswaldo Trigueiro, que recebeu o material entregue pelas representantes da Apaab, adiantando que ia repassá-lo ao promotor de Justiça José Farias, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Meio Ambiente (Caop do Meio ambiente).

A Associação A Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (Apaab) é uma entidade de proteção animal que atua na região do município de João Pessoa e que tem como missão defender e garantir os direitos dos animais domésticos, principalmente cães, gatos, aves e equinos, por meio de campanhas educativas para a conscientização da sociedade.

A entidade, que também luta por políticas públicas que protejam a integridade física e emocional dos animais e garantam o seu direito à vida, é composta por voluntários que trabalham “por um mundo onde o bem-estar animal seja garantido”, combatendo os maus-tratos cometidos contra os animais. A Apaab é afiliada à Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA), maior federação mundial de bem-estar animal, com mais de 950 ongs afiliadas em 155 países.