menu

Esporte

25/12/2018


Após mudança do UFC, Jon Jones diz que está “limpo” e bate boca na Web

Na noite do último domingo (23), um teste da USADA detectou que o antigo campeão mundial ainda tinha resquícios da substância proibida turinabol

© Getty Images

Um um comunicado publicado em suas redes sociais, o lutador Jon “Bones” Jones afirmou que tem se submetido a todos os testes da agência americana antidopagem e que eles confirmaram que Jones é “um atleta limpo”.

Na noite do último domingo (23), um teste da USADA detectou que o antigo campeão mundial ainda tinha resquícios da substância proibida turinabol, o que motivou a mudança de todo o UFC 232, marcado para Las Vegas no próximo sábado, para a Califórnia. “Estou focado no meu maior objetivo que é recuperar meu título dos meio-pesados. Tenho me submetido a cada teste USADA antes dessa luta e a USADA confirmou o que eu tenho dito, que sou um atleta limpo”, disse o lutador, que enfrentará o sueco Alex Gustafsson no evento principal do UFC.

 

A luta estava programada para Las Vegas, mas a comissão atlética do Estado de Nevada não autorizou a participação de Jones no evento após a detecção da substância proibida em seu sangue. De acordo com o UFC, a quantidade de turinabol não representa nova ingestão da substância, mas resquício da última vez que Jones foi pego, em 28 de julho de 2017. Na ocasião, após ser flagrado no antidoping, o lutador teve sua vitória sobre Daniel Cormier cassada e transformada em no-contest (sem resultado)

 

Como a comissão de Nevada não aprovou a participação de Jones no evento em Las Vegas, o UFC resolveu mudá-lo para a Califórnia, cuja comissão não viu o resultado do exame como um impeditivo. A mudança afeta outras 12 lutas programadas para o sábado, incluindo o confronto entre as brasileiras Cris Cyborg e Amanda Nunes, além de prejudicar milhares de torcedores que tinham se programado para estar em Las Vegas para os combates.

 

“Eu agradeço à comissão atlética da Califórnia […] por fazer o certo e me apoiar no processo. Mal posso esperar para enfrentar Alex Gustafsson”, escreveu Jones, antigo campeão mundial.

 

Cormier, que atualmente ostenta o cinturão tanto dos pesados quanto dos meio-pesados, tirou sarro no Twitter sobre os problemas de doping do rival.

 

Em uma discussão sobre doações a instituições de caridade, Cormier disse a Jones: “Fique com o dinheiro, com testes antidoping mais rigorosos e sem desculpas e eu vou dar 125 mil para uma associação em Lafayette e 125 mil para outra em San José. Você só precisa pagar pelo teste antidoping! #trapaceiro”.

 

Jones respondeu com uma ofensa de cunho sexual e perguntou: “Você já se convenceu de que eu fui trapaceiro na primeira vez também?”, referindo-se à luta anterior entre os dois.

 

Outro que se pronunciou sobre a polêmica foi Gustafsson, adversário de Jones sábado. “Agora todos sabemos porque você não fez o teste da Wada (agência mundial antidopagem). Você pode estar com combustível de foguete. Vou finalizar você da mesma forma, Jon.”