Notícias

Após deixar PSL, Bosco Carneiro fecha com o PPS e cita identificação com legenda

"Em primeiro lugar pesou o fato de eu já ter uma identidade com o partido, inclusive tendo sido presidente no Estado", revelou


O deputado estadual Joao Bosco Carneiro confirmou hoje que vai se filiar ao PPS, atendendo convite da direção nacional do partido. O ato de filiação será definido nos próximos dias com o presidente da legenda na Paraíba, o chefe de gabinete do Governo, jornalista Nonato Bandeira.

Vários fatores contribuíram, segundo o deputado, pela sua opção em deixar o Livres, antigo PSL, e filar-se ao PPS. "Em primeiro lugar pesou o fato de eu já ter uma identidade com o partido, inclusive tendo sido presidente no Estado, e ter mantido sempre um bom relacionamento, tanto com a direção nacional quanto a estadual, o que possibilitou um diálogo franco e aberto para nosso retorno", lembrou Bosco.

O deputado, que tem base no brejo paraibano e se elegeu com 13.307 votos na última eleição, citou também como motivo de sua filiação "o fato de o PPS paraibano ter uma posição bastante clara de apoio ao governador Ricardo Coutinho (PSB), do qual eu sou da base aliada na Assembleia, e que vem fazendo uma excelente administração, digna de merecer mais um mandato através de seu candidato ao cargo majoritário", afirmou Bosco Carneiro.

A transparência e a participação nas decisões dos candidatos a deputado na montagem da chapa proporcional foram também apontados pelo deputado como determinantes para sua filiação. "Conheço bem como o PPS se organiza e decide as questões internas e sei que lá não existem surpresas de última hora e nem subserviência da legenda a outros interesses que não seja em fortalecer o partido e seus candidatos", afirmou.

O presidente do PPS paraibano, Nonato Bandeira, disse que recebe o deputado de braços abertos, por sua história e compromisso com o partido. "João Bosco não precisa nem se apresentar ao PPS. Ele é de casa. Sabe tudo como funciona, do respeito e do compromisso que temos com os filiados, da autonomia e independência do partido, mas também de posições claras em definir e defender o projeto ao qual fazemos parte, até para que ninguém entre sem saber quais os rumos que o PPS vai seguir", afirmou Bandeira.

Com a filiação de Joao Bosco Carneiro, Nonato informou que o PPS passa a ter 19 candidatos a deputado estadual e quatro a federal. Ele disse que estará reunindo todos esses candidatos ainda em dezembro, logo após uma reunião do diretório nacional, em Brasília, para traçar as estratégias visando as eleições do próximo ano.

Da Redação


notícias relacionadas