Notícias

Dissidentes do PMDB não aceitam Nadja na senatoria e ameaçam apoiar Cássio

Para grupo do partido, espaço destinado ao PT deveria ser a vice

Um membro do alto escalão do PMDB e seus aliados dentro do partido poderão se rebelar contra o acordo firmado em Brasília para que o PT indique a ex-deputada Nadja Palitot (PT) como candidata ao Senado na chapa majoritária encabeçada pelo ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo.

A revelação foi feita nesta sexta-feira (28) por uma fonte do Portal WSCOM.

Ontem, o Portal WSCOM foi informado com exclusividade, por uma fonte, que uma reunião em Brasília selou acordo entre o PT e o PMDB, que definiu a aliança entre os dois partidos já no primeiro turno das eleições estaduais deste ano. A chapa será encabeçada pelo peemedebista Veneziano Vital do Rego e terá a até então pré-candidata do PT a governadora, Nadja Palitot, como candidata a senadora.

A fonte destaca que tudo foi feito em comum acordo com os dois partidos e com o aval de várias tendências do PT da Paraíba.

No entanto, este peemedebista, que tem muita representatividade nas instancias partidárias e é detentor de cargo eletivo, teria ficado extremamente chateado com a decisão, já que teria pretensões de ficar com a vaga de senador na chapa do partido. Para ele, o espaço destinado ao PT deveria ser a vice.


notícias relacionadas