Notícias

"Deixemos o pão e circo", diz gestora do Empreender após decisão do TCE-PB

TCE contesta suspensão de empréstimos do programa Empreender e diz inexistir motivação legal

Créditos: Reprodução / WEB

“Deixe o Empreender trabalhar e deixemos o pão e circo de lado”, disse a secretária de Estado das Finanças e gestora do Empreender, Amanda Araújo Rodrigues, na tarde desta quinta-feira (9), sobre a decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) em suspender a concessão de empréstimos do programa Empreender Paraíba.

Amanda ressaltou que não há motivo para a suspensão, já que todos os empréstimos obedecem aos critérios dos órgãos fiscalizadores. Tendo vista que as inscrições são feitas pela internet, o processo é todo transparente e ao final publicado.

"Se o TCE deseja mais transparência, diga qual que iremos seguir, pois nosso propósito é desenvolver economicamente a Paraíba", afirmou a gestora em entrevista ao Wscom. 

Ela ainda destacou que a decisão não prejudica o Governo, mas sim cerca de 600 paraibanos que estavam com empréstimos aprovados e em processo de aprovação, esses que dependem diretamente desse crédito para se desenvolver economicamente e não depender do poder público.


Entenda


Em decisão singular, o conselheiro Fernando Catão, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), suspendeu a concessão de empréstimos do programa Empreender Paraíba. A medida cautelar é direcionada à gestora do programa, Amanda Araújo.

Catão é relator do processo de Inspeção Especial de Acompanhamento de Gestão do Fundo Estadual de Apoio ao Empreendedorismo relativo a este ano e emitiu a decisão após terem sido constatados “indícios suficientes” de irregularidades na concessão dos empréstimos.
 

Da Redação


notícias relacionadas