Notícias

Polícia prende grupo que assaltou carro-forte no Hiper-Bompreço

Após dois meses de investigações a Polícia Civil da Paraíba conseguiu desvendar o assalto ao carro-forte da empresa Preserve, no momento em que ia fazer o abastecimento do cash do Banco Real, no primeiro pavimento do Supermercado Hiper Bompreço, na BR-230, estrada que liga João Pessoa a Cabedelo.

Rogério e Claudinho

Após dois meses de investigações a Polícia Civil da Paraíba conseguiu desvendar o assalto ao carro-forte da empresa Preserve, no momento em que ia fazer o abastecimento do cash do Banco Real, no primeiro pavimento do Supermercado Hiper Bompreço, na BR-230, estrada que liga João Pessoa a Cabedelo.

Foram presos em João Pessoa, Rogério Pereira dos Santos, 32 anos e Ronaldo Luiz Coutinho de Sousa, 26 anos. José Clóvis do Nascimento, conhecido por “Claudinho” foi preso em Recife, onde todos residem. A polícia ainda procura mais dois envolvidos com o assalto.

Segundo o delegado Canrobert Rodrigues, da Gerência de Inteligência da Secretaria da Segurança e Defesa Social, a identificação dos assaltantes foi possível através das filmagens do circuito interno do supermercado.

O assalto aconteceu no início da tarde do dia 2 de junho, no momento em que os vigilantes Adriano de Andrade Santos, Aldemir Severino da Silva, Emerson Apolinário Alves e Genivaldo Chaves Batista Júnior chegaram no supermercado no carro-forte da Preserve de placas KJC-8056-PE.

Os vigilantes foram rendidos e os cinco bandidos levaram R$ 35 mil, armas, munições e coletes e fugiram em carros roubados.

Através das imagens e com a identificação dos assaltantes, a polícia conseguiu mandados de prisão para todos os envolvidos, expedido pela juíza Andreya Chistiany Lins Gomes da Costa, de Pernambuco.

As prisões – a primeira prisão aconteceu terça-feira da semana passada em Recife. Na ocasião foi detido José Clóvis da Silva Filho. No momento ele estava acompanhado de Rogério e Ronaldo que conseguiram fugir.

Sabendo que um deles, Rogério, havia comprado uma casa em Mamanguape, os policiais civis da Paraíba e Pernambuco cercaram a casa que ele havia comprado a José Jacinto de Santana, na Rua Bela Vista, por R$ 7mil. Sábado (2) a casa foi cercada e Rogério preso.

Ronaldo foi preso também no sábado quando estava no Hospital São Vicente de Paulo se submetendo a uma sessão de hemodiálise.

Ao ser interrogado, Rogério disse que somente falaria em juízo, enquanto que Ronaldo afirmou que conheceu Rogério e Claudinho no Presídio Aníbal Bruno, em Recife.

Ronaldo inclusive já responde a processos por homicídio e assaltos. Ele também é acusado de matar um capitão da Polícia Militar de Pernambuco durante um assalto.


notícias relacionadas