Notícias

Polícia espanhola mata suspeito de atentado em Barcelona

O jovem de 22 anos usava um cinto explosivo e gritou "Alá é grande" quando foi abordado

A polícia da Catalunha, conhecida como Mossos d'Esquadra, matou nesta segunda-feira o suposto terrorista que atropelou uma multidão na La Rambla, centro turístico de Barcelona, na última quinta-feira. De acordo com as autoridades policiais, está confirmado que o homem morto em Subirats, cidade a 50 km de Barcelona, é Younes Abouyaqoub, de 22 anos, que estava foragido desde o dia do atentado.

O jovem usava um cinto explosivo escondido e gritou "Alá é grande" quando foi surpreendido pelos policiais. De acordo com agentes da Mossos, o disparo contra Abouyaqoub foi realizado a uma distância de 10 a 15 metros.

A polícia havia divulgado a fotografia do suspeito e feito um apelo para que a comunidade colaborasse com informações e a resposta foi rápida. Às 16h39 (11h39 no horário de Brasília) desta segunda-feira, a polícia divulgou que havia uma operação em andamento em Subirats, e pediu que "só informações oficiais fossem divulgadas”. Menos de meia hora depois, veio a confirmação da morte de uma pessoa perto de Vilafranca del Penedès.

De acordo com a testemunha que acionou a Mossos d'Esquadra, o suspeito "assobiou" perto de uma área de casas isoladas, como se esperasse por alguém. Ele teria ficado surpreso com a presença de outra pessoa e correu, de acordo com fontes policiais.

El País


notícias relacionadas