Visitante 'indigesto', Inter bate Fluminense no Rio - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/06/2006


Visitante 'indigesto', Inter bate Flumin

O Internacional manteve seu excelente aproveitamento fora de casa neste sábado e superou o Fluminense por 3 a 2, no estádio do Maracanã, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Com este resultado, o time de Porto Alegre avança na tabela de classificação. E a equipe carioca desperdiça a chance de terminar como líder essa primeira etapa do certame antes da paralisação para a Copa do Mundo.

O resultado fez o Inter chegar aos 21 pontos e ultrapassar o Fluminense, que permanece com 19. Desta forma, os gaúchos já garantiram uma vaga entre os quatro primeiros colocados antes da parada para a Copa.

A equipe colorada co-lidera o Brasileiro ao lado do Cruzeiro, que ocupa a liderança por ter melhor saldo de gols. Contudo, ambos podem ser ultrapassados pelo São Paulo, que tem 19 pontos e joga no domingo contra o Juventude. O Flu foi para terceiro e tem grandes chances de terminar a rodada fora do G-4.

O triunfo desta tarde no Maracanã manteve o time de Porto Alegre invicto como visitante neste Nacional. Até aqui, em cinco partidas, o Inter venceu três (Atlético-PR, Corinthians e Fluminense) e empatou duas (Vasco e São Caetano).

“Saímos de campo felizes, pois foi uma vitória dentro do Maracanã, contra um adversário direto”, comemorou Iarley, autor de dois gols colorados esta tarde.

Do lado do Fluminense, essa foi a segunda derrota consecutiva, já que na rodada passada havia caído frente ao São Paulo. Agora, sucumbiu diante de Abel Braga, que comandou o clube em 2005 e roubou a cena antes de a bola rolar.

O treinador, embora tenha sido aplaudido por parte dos tricolores nas arquibancadas e xingado por outros, foi calorosamente abraçado por todos os atletas e membros da comissão técnica carioca e ficou emocionado.

“Isso é a melhor coisa do futebol. Nenhum salário gordo paga isso aí. Esse reconhecimento dos jogadores do Fluminense é fantástico”, disse Abel Braga, que continua invicto no Brasileirão defendendo o Inter fora de Porto Alegre.

Os clubes ficarão agora mais de um mês sem jogar. Devido a paralisação do Brasileiro durante o período da Copa do Mundo, ambos só voltarão a campo no dia 12 de julho, uma quarta-feira.

O Fluminense atuará mais uma vez no Maracanã, quando receberá o Juventude, às 19h30. No mesmo horário, o Internacional enfrentará a Ponte Preta, no estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre.

O jogo

A saída do jogo foi dada pelo Fluminense, mas mesmo assim os cariocas levaram um gol relâmpago. Aos 30seg de jogo, Romeu bobeou e perdeu a bola para Fernandão na intermediária. O atacante tocou para Rafael Sóbis, que chutou cruzado e Iarley, sozinho na pequena área, completou para o gol.

“Independentemente da rapidez do gol, o que vale é que ele foi muito importante para mim. Fazia tempo que eu não marcava”, disse Iarley.

O golpe atordoou o time tricolor, mas o Inter não forçou e deu tempo para o Flu se recompor. Conduzido pelo meia Juliano, os donos da casa passaram a rondar a área gaúcha e empataram na primeira boa chance criada.

Aos 24min, Juliano deu ótimo passe para Jean, que driblou Índio, invadiu a área pela esquerda e chutou forte. A bola desviou no zagueiro Bolívar e enganou o goleiro Clemer: 1 a 1.

Pouco tempo depois, o Inter perdeu Fernandão, que sentiu a panturrilha. Perdigão entrou em seu lugar, aos 31min. O jogo ficou equilibrado e Alex perdeu a chance da virada aos 44min.

O jogador recebeu passe de Juliano na área e ficou cara a cara com Clemer, mas chutou para a boa defesa do goleiro. “Espero que o gol venha no segundo tempo”, lamentou Alex no intervalo.

Contudo, na segunda etapa o Inter repetiu a dose e marcou logo no início. Aos 2min, Jorge Wagner cobrou falta na área e Radamés cortou errado de cabeça, marcando gol contra.

Mais uma vez atrás no placar, o Fluminense partiu para cima e Tuta duas vezes, aos 15min e 17min, cabeceou sozinho para fora. Aos 19min, o técnico Oswaldo de Oliveira tirou o volante Romeu e colocou o atacante Lenny.

Aos 29min, após arrancada, o atacante causou a expulsão de Edinho, que o parou cometendo falta violenta. “Tinha de ser só amarelo. Mal toquei nele”, tentou defender-se Edinho. Entretanto, dois minutos depois o zagueiro Thiago Silva, do Fluminense, fez falta por trás em Iarley e também recebeu o vermelho.

Aos 35min, Tuta dominou lançamento de Jean na meia-lua, girou em cima de Bolívar e chutou de esquerda, no canto de Clemer, empatando a partida. Porém, aos 43min, em contra-ataque, Iarley recebeu na cara de Fernando Henrique e deu a vitória ao Inter.

FLUMINENSE

Fernando Henrique; Gabriel Santos, Roger e Thiago Silva; Radamés (Evando), Marcão, Romeu (Lenny), Juliano e Jean; Alex e Tuta

Técnico: Oswaldo de Oliveira

INTERNACIONAL

Clemer; Índio, Bolívar e Ediglê; Ceará, Edinho, Tinga (Wellington Monteiro), Iarley e Jorge Wagner; Rafael Sobis (Michel) e Fernandão (Perdigão)

Técnico: Abel Braga

Local: estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Auxiliares: Nilson de Souza Monção (SP) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

Cartões amarelos: Ediglê (I), Perdigão (I), Jorge Wagner (I)

Cartões vermelhos: Thiago Silva (F), Edinho (I)

Gols: Iarley, aos 30seg, Jean, aos 24min do primeiro tempo; Radamés (contra), aos 2min, Tuta, aos 35min, Iarley, aos 43 do segundo tempo

Notícias relacionadas