Tribunal Eleitoral decide que prefeito cassado de Vieirópolis pode disputar elei - WSCOM

menu

Política

26/06/2006


Tribunal Eleitoral decide que prefeito

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Paraíba considerou elegível o prefeito cassado de Vieirópolis, José Célio Aristóteles. Com a decisão unânime, Célio poderá concorrer novamente ao cargo na nova eleição marcada pelo TRE para o próximo dia dois de julho.

O Pleno chegou a esse posicionamento ao rejeitar, na sessão ordinária desta segunda-feira (26), o recurso movido pela coligação “Unidos Por Vieirópolis” contra decisão do juiz da 63ª zona eleitoral. O magistrado julgou improcedente a ação de impugnação de registro da candidatura de Célio Aristóteles.

A coligação “Unidos por Vieirópolis”, encabeçada por Marcos Pereira de Oliveira, derrotado em 2004 e candidato no pleito marcado para o próximo dia dois de julho, pretendia derrubar a decisão de 1ª instância e impedir que Célio Aristóteles concorresse a prefeitura nessa nova eleição.

O parecer do Ministério Público Eleitoral opinava pelo acolhimento do recurso e consequentemente pela exclusão do registro da candidatura do prefeito cassado, tendo em vista as práticas ilícitas praticadas no percurso das eleições municipais em Vieirópolis.

Apesar de considerar relevante a postura do procurador Regional Eleitoral, José Guilherme Ferraz da Costa, de zelar pelo equilíbrio do pleito, o juiz relator do processo, Alexandre Targino Gomes Falcão, votou pela manutenção da sentença do juiz de 1ª instância. Célio Aristóteles, de acordo com o relator do processo, não foi considerado inelegível, na ocasião de sua cassação pelo TRE.

José Célio Aristóteles e o vice Raimundo Valdir de Oliveira foram cassados no dia quatro de abril deste ano. Durante o pleito eleitoral, de acordo com o processo, ficou comprovado que a ex-prefeita de Vieirópolis, Francisca Santa de Oliveira, com a anuência e ciência do então candidato, fez promessas de doação de colete ortopédico, colchões, banheiras e cadeira de rodas, em troca de votos para Célio Aristóteles.

Notícias relacionadas