Suplente foi executado com pistola .40 em CG, diz delegada - WSCOM

menu

Política

11/04/2018


Suplente foi executado com pistola .40 em CG, diz delegada

A delegada Ellen Maria, que investiga o assassinato do suplente de vereador Wellison Anderson Pereira, em Campina Grande, declarou que a principal hipótese do crime é de execução, devido às características do ato.

“É uma execução, o suspeito e chega não fala nada, vai no carro e já começa a atirar. Até o carro foi periciado, a vítima consegue abrir o carro tenta correr, mas é alvejada com no mínimo sete disparos, vamos confirmar com a necropsia, mas foram tiros por pistola .40”, disse.

Segundo a delegada, o homem chegou até o carro da vítima acompanhado por uma mulher e um bebê de colo. O homem recebeu a pistola da moça, e efetuou o crime.

Ellen Maria ainda revelou que Wellison estava prestes a assumir uma vaga na Câmara Municipal de Campina Grande, mas não vinha recebendo ameaças.

“Informações da família é que ele estava para assumir como vereador, várias vezes estava para assumir e não estava dando certo”, declarou.

Notícias relacionadas