Super-Homem não será gay em novo filme, diz diretor - WSCOM

menu

Entretenimento

14/06/2006


Super-Homem não será gay em

O diretor do filme Superman Returns, Bryan Singer, rejeitou especulação de jornais, revistas e internet de que em versão, o super-herói é gay.

O Super-Homem “é provavelmente o personagem mais heterossexual de todos os filmes que fiz”, disse Singer.

O assunto vem sendo debatido na revista gay The Advocate, no jornal Los Angeles Times e em websites sobre entretenimento.

O novo filme de Singer é estrelado por Brandon Routh, que assumiu o papel que trouxe fama ao ator Christopher Reeve, morto em 2004.

Singer decidiu não reinventar o personagem, que manterá o uniforme usual azul e vermelho, com capa.

O diretor dos filmes X-Men disse que, em sua versão, o super-herói será “um ícone muito romântico”, bonito, virtuoso e vulnerável.

Paul Levitz, presidente da DC Comics, que tem os direitos sobre estórias em quadrinhos com o personagem, disse: “Nós estávamos todos coçando a cabeça. Ele não é um personagem gay.”

Neste filme, o Super-Homem volta à Terra depois de uma ausência de cinco anos e descobre que Lois Lane, por quem era apaixonado, tem um novo namorado e um filho.

O filme estréia nos Estados Unidos no dia 28 de junho.

Notícias relacionadas