Portugal inicia 'projeto quartas' contra ex-colônia Angola - WSCOM

menu

Mais Esporte

11/06/2006


Portugal inicia 'projeto quartas' contra

Portugal e Angola fazem um confronto histórico às 16h deste domingo, na estréia de ambas equipes da Copa da Alemanha. E, se alguém tem algo a perder, é a seleção lusa. Os portugueses buscam confirmar seu favoritismo, reafirmar as expectativas de uma campanha que os levem ao menos às quartas e espantar os fantasmas das péssimas campanhas nos Mundiais de 1986 e 2002, quando caíram logo na primeira fase.

Os angolanos, por sua vez, fazem sua primeira aparição na história das Copas, na condição de azarões do grupo D, e, o que os deixa ainda mais animados, com chances de registrar uma vitória sem precedentes diante do país que os colonizou durante quase cinco séculos.

Os portugueses chegam ao jogo deste domingo, que acontece no estádio de Colônia, como uma das grandes equipes presentes no Mundial. O status se justifica: a seleção conta com jogadores de renome internacional, a exemplo de Figo, Deco, Cristiano Ronaldo e Pauleta, e com o comando do brasileiro Luiz Felipe Scolari, campeão da Copa de 2002.

Além disso, Portugal traz na bagagem o vice-campeonato na Eurocopa-2004 e uma das melhores campanhas nas eliminatórias européias – foram nove vitórias, três empates e nenhuma derrota. Nesse quadro, os portugueses nem querem ouvir falar em “zebra” e em relacionar a partida de estréia com os séculos de história em comum que unem os países.

A equipe africana, por sua vez, é considerada não só a seleção mais fraca da chave, que conta ainda com México e Irã, mas uma das grandes zebras do Mundial.

Nas casas de aposta britânicas, as ínfimas chances de título da seleção fazem com que cada libra apostada nos “Palancas Negras” tenha um potencial de 402 libras de retorno em caso de triunfo angolano.

Os angolanos surpreenderam nas eliminatórias, deixando de fora da Copa a poderosa equipe da Nigéria e equipes de tradição como a Argélia. Nos amistosos anteriores ao Mundial, porém, a equipe vem decepcionando, e já há quem avalie que uma vitória dos angolanos diante de Portugal causaria alvoroço semelhante ao triunfo de Senegal sobre a França na Copa de 2002. Na ocasião, o 1 a 0 dos africanos na partida de abertura do Mundial foi a senha para a queda dos campeões mundiais na primeira fase do torneio.

Vitórias

Portugal chega à Copa da Alemanha ostentando uma invencibilidade recorde de 14 jogos, estabelecida com os 3 a 0 sobre Luxemburgo no sábado passado.

A última derrota dos portugueses foi em fevereiro de 2005, quando perderam por 1 a 0 para a Irlanda em amistoso. Antes, a maior seqüência invicta do time, de 13 jogos, havia sido estabelecida entre 14 de outubro de 1998 e 29 de março de 2000 (então com o técnico Humberto Coelho).

No jogo deste domingo contra Angola, Scolari, com 27 triunfos em 43 jogos, também pode ampliar sua marca como o técnico mais vitorioso da história da seleção lusa. Diante de Luxemburgo, o treinador brasileiro superou a marca que dividia com António Oliveira, que à frente do “Clube Portugal”, como a seleção também é conhecida, obteve 26 vitórias em 44 partidas. Oliveira foi treinador do selecionado local na Copa de 2002, e teve duas longas passagens pela seleção, entre 1994 e 1996 e depois de 2000 até 2002.

Apesar do ótimo retrospecto e da conquista do Mundial de 2002 com o Brasil, a última semana de Felipão antes da Copa foi bastante difícil. O treinador se viu às voltas com a pouca dedicação dos atletas em alguns treinamentos; com um estiramento na coxa direita do meia titular Deco, brasileiro naturalizado português; e com uma viagem confusa da concentração do time, em Marienfield, ao local do jogo contra Angola, em Colônia. Scolari se irritou bastante com os jogadores nos treinos da equipe na quarta-feira, que foram classificados por ele como “uma palhaçada”. E Deco pode até ficar de fora da estréia.

Derrotas

A chegada de Angola à Alemanha foi marcada por derrotas nos amistosos que a equipe disputou nas semanas anteriores ao Mundial. A equipe do técnico Oliveira Gonçalves enfrentou a Argentina, para quem perdeu por 2 a 0; a Turquia, com derrota por 3 a 2; e os EUA, que venceram os angolanos por 1 a 0.

Após a bela campanha nas eliminatórias, os angolanos parecem realmente ter se acomodado. Em outros amistosos oficiais, os angolanos perderam da Coréia do Sul, em março deste ano, e do Japão, em novembro de 2005, ambos por 1 a 0. Além disso, caíram na primeira fase da Copa Africana das Nações, disputada no início de 2006 no Egito.

Os angolanos só tiveram boas participações na Copa Cosafa, torneio entre países da região Sul da África, em que derrotaram em abril deste ano as Ilhas Maurício e Lesoto, avançando às semifinais.

ANGOLA x PORTUGAL

Data: 11/06/2006 (domingo)

Local: Rhein Energie Stadion, em Colônia (ALE)

Árbitro: Jorge Larrionda (URU)

Auxiliares: Walter Rial e Pablo Fandino (URU)

Angola

João Ricardo; Locô, Kali, Jamba e Marco Abreu; Macanga, Zé Kalanga, Figueiredo, Mendonça e Mateus; Akwa

Técnico: Oliveira Gonçalves

Portugal

Ricardo; Miguel, Fernando Meira, Ricardo Carvalho e Nuno Valente; Costinha, Maniche, Deco (Simão Sabrosa), Figo e Cristiano Ronaldo; Pauleta

Técnico: Luiz Felipe Scolari

Notícias relacionadas