Pollyana Dutra cobra mais espaço em CPIs, ameaça deixar o PSB e Wilson Filho rebate: "não posso trabalhar com telepatia" - WSCOM

menu

Política

15/05/2019


Pollyana Dutra cobra mais espaço em CPIs, ameaça deixar o PSB e Wilson Filho rebate: “não posso trabalhar com telepatia”

Deputada criticou publicamente uma suposta 'exclusão' do seu partido em algumas CPIs na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Imagem: Reprodução

A deputado estadual eleita pelo PSB, Pollyana Dutra, usou as tribunas da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na manhã desta quarta-feira (15), para demonstrar publicamente a sua insatisfação por não ter sido indicada para algumas Comissões Parlamentar de Inquérito (CPI) pelo seu partido. A parlamentar, que declarou publicamente a sua “adesão por simpatia” ao G10 – bloco independente de parlamentares na ALPB, criticou publicamente e ameaçou deixar a sua sigla.

 

“Estou me sentindo prejudicada, senhor presidente[Adriano Galdino]. Estou no PSB, embora esteja acostada no G-10. É uma luta maior do mundo para participar de uma CPI porque o PSB não indica. E, aí? Vou ficar fora de tudo? Vou esperar uma janela para sair do partido?”, disparou.

 

Segundo Pollyana, não existe democracia para composição dessas comissões. De acordo com a parlamentar, motivos escusos são usados paras essas escolhas. “Qual critério para escolha? Só servimos para assinar? Quando assinamos, queremos participar do assunto”, concluiu.

 

Líder da base rebate

O deputado Wilson Filho (PTB), líder do blocão governista na Casa de Epitácio Pessoa, ao ser questionado sobre as declarações, rebateu a parlamentar e disse que em nenhum momento foi procurado pela deputada. Segundo o petebista, não há como trabalhar por ‘adivinhação’. “Quando tiver é só falar comigo. Não tenho nenhum problema. Só não posso trabalhar com telepatia”, respondeu.

 

 

LEIA MAIS: UNIÃO: Deputados minimizam divergências políticas locais e encampam luta contra o fechamento de Vara do Trabalho em Cajazeiras