WSCOM Online

Login no site Esqueci minha senha O que é Vozmice?
Busca no site

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aliquam dapibus leo quis nisl. In lectus. Vivamus consectetuer pede in nisl. Mauris cursus pretium mauris. Suspendisse condimentum mi ac tellus. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Donec sed enim. Ut vel ipsum. Cras consequat velit et justo. Donec mollis, mi at tincidunt vehicula, nisl mi luctus risus, quis scelerisque arcu nibh ac nisi. Sed risus. Curabitur urna. Aliquam vitae nisl. Quisque imperdiet semper justo. Pellentesque nonummy pretium tellus.

Menu de navegação

/ Notícias / Policial

10/5/11 - 12:09 PM - Atualizado em 10/5/11 - 12:39 PM


Playboy: polícia já identificou mais de cinco mil vítimas da quadrilha


Mais três envolvidos na quadrilha foram presos com material para clonar cartões

Lenlson, outro preso

Mais de cinco mil pessoas já foram identificadas como vítimas dos integrantes de uma quadrilha especializada na clonagem de cartões de crédito desbaratada em João Pessoa. Foi o que revelou o delegado Jean Francisco Bezerra, do Grupo de Operações Especiais (GOE) na manhã desta terça-feira, 10, durante entrevista na sede da Secretaria da Segurança e Defesa Social.

Na sede do GOE o delegado apresentou mais três envolvidos com a quadrilha. São eles; Jhonatan Gregori Carvalho, 28 anos; Lenilson Soares Santos, 23 e Saddan Amorim da Costa, de 21. Saddan foi preso no centro de João Pessoa enquanto que os outros dois no bairro do Bessa. Todos são de famílias de classe média e um deles, Saddan se apresentou como promotor de festas.

Com eles foram apreendidos R$ 1.400, chaves de dois automóveis Celta, um deles pertencente a Saddan e outro locado por locado no sábado, 7, numa locadora localizada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa; dois celulares, três pen drives, sete cartões de crédito, um notbook, quatro aparelhos conhecidos por ‘chupa cabra’ e outro equipamento para a leitura e clonagem do cartão.

Um caderno com anotações com aproximadamente 300 dezenas foi apreendido pelos policiais do GOE. Na parte superior do caderno estava escrito ‘jogo do bicho’ que segundo o delegado era para confundir as investigações. “As dezenas são de cartões clonados”, revelou Jean Francisco. Uma das vítimas tinha um cartão com limite de R$ 14 mil, mas recebeu informação de terem feito compra no valor de mais de R$ 30 mil, “isto mais de uma vez”, disse Jean.

Saddan, Jhonatan e Lenilson

A prisão do trio faz parte da Operação “Playboy” desencadeada no mês de abril. Desde então já foram presas doze pessoas, sendo elas, Felite Brito Germoglio, André Cruz Souza Leão “Dedeco”, Gustavo Henrique Feijó Pessoa “Gustavo Gordo”, Jose Nilson Dantas “Nilson”, José Nilson Dantas Júnior “Júnior Natora”, Anderson Soares de Araujo “Beça”, Klissio Rodolff Ferreira da Silva, Sadan Amorin, Jonanthan e Lenilson. Também foi preso o soldado Rafael Paz Siqueira Andrade, que está preso no 1º Batalhão da PM, em João Pessoa.

Além desses mais seis envolvidos estão sendo procurados, sendo três com prisão já decretada e os três com preventivas solicitadas. Os três foram autuados por furto qualificado, formação de quadrilha e estelionato.

Como agiam

Delegado Jean Francisco

O delegado Jean Francisco fez um relato de como a quadrilha agia. Ele disse que após consegui os dados do cartão de crédito de uma vítima, através do caixa eletrônico, os dados eram transferidos para um computador, alterava a tarja magnética e passava para os cartões dos acusados e a partir de então realizava compras, farras em restaurantes, na maioria em postos de conveniências, além de promover viagens.

De acordo com os próprios acusados em apenas três meses, entre viagens e compras gastaram mais de R$ 300 mil e desde que começou a agir já aplicaram golpes que chegam a cerca de R$ 3 milhões em dois anos.

Um dos acusados preso, Saddan Amorim da Costa, disse no GOE que estava para deixar a quadrilha por estava ganhando apenas R$ 100 por dia e considerava pouco. Na sexta-feira, 6, ele comprou um not book que está em poder de outros membros da quadrilha.

Cardoso Filho
WSCOM Online







Revista Nordeste

Veja nesta edição: Quanto custa e quem financia as campanhas.


Veja no Portal NORDESTE:

Busca no site


© Todos os direitos reservados - Grupo WSCOM de Comunicação - www.wscom.com.br

Produzido por Construir Sites