WSCOM Online

Login no site Esqueci minha senha O que é Vozmice?
Busca no site

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aliquam dapibus leo quis nisl. In lectus. Vivamus consectetuer pede in nisl. Mauris cursus pretium mauris. Suspendisse condimentum mi ac tellus. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Donec sed enim. Ut vel ipsum. Cras consequat velit et justo. Donec mollis, mi at tincidunt vehicula, nisl mi luctus risus, quis scelerisque arcu nibh ac nisi. Sed risus. Curabitur urna. Aliquam vitae nisl. Quisque imperdiet semper justo. Pellentesque nonummy pretium tellus.

Menu de navegação

/ Notícias / Policial

12/11/13 - 10:54 PM


PCC quer controlar tráfico de drogas na PB e já conta 143 integrantes no Estado


O PCC ainda tem que lutar com outras duas facções locais, a "Okaida" e os "Estados Unidos"

O Primeiro Comando da Capital (PCC) que aterroriza o Estado de São Paulo há anos, está tentando controlar o tráfico de drogas na Paraíba. De acordo com documentos apreendidos em uma prisão de segurança máxima a facção criminosa tenta agir no estado, o quarto mais violento do país. Isso mesmo, a Paraíba é atualmente o quarto mais violento do Brasil.

O PCC ainda tem que lutar com outras duas facções locais, a "Okaida" e os "Estados Unidos".

Um documento com cerca de 50 páginas mostra um levantamento feito pelo bando, que busca saber quantos presídios existem no Estado e quantos detentos são "irmão"do PCC e traz ainda o Estatuto da facão.

Escutas telefônicas mostraram líderes do PCC conversando sobre a situação na Paraíba e mostra que no Estado existem 143 integrantes da facção, sendo que 109 estão presos e 34 em liberdade.

A reportagem do SBT mostra ainda que é possível comprar drogas em João Pessoa a luz do dia e na beira da praia.

Clique aqui e confira a matéria completa do SBT.

 

Da redação
WSCOM Online







Revista Nordeste

Veja nesta edição: Os novos desafios do Brasil em 2015.


Veja no Portal NORDESTE:

Busca no site


© Todos os direitos reservados - Grupo WSCOM de Comunicação - www.wscom.com.br

Produzido por Construir Sites