ONU alerta que 124 milhões de pessoas necessitam ajuda alimentícia urgente - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

22/03/2018


ONU alerta que 124 milhões de pessoas necessitam ajuda alimentícia urgente

O relatório mundial de crises de alimentos, elaborado por diversas agências das Nações Unidas e outros parceiros, destaca que a quantidade de pessoas com fome aguda no mundo aumentou em 11 milhões (11% anual) se comparados os mesmos 45 países analisados neste ano e no anterior

Cerca de 124 milhões de pessoas em 51 países enfrentaram graves crises de alimentos em 2017, número que representa um claro aumento sobretudo pelos conflitos cada vez mais intensos e prolongados, advertiu a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quinta-feira (22).  A informação é da Agência EFE.

O relatório mundial de crises de alimentos, elaborado por diversas agências das Nações Unidas e outros parceiros, destaca que a quantidade de pessoas com fome aguda no mundo aumentou em 11 milhões (11% anual) se comparados os mesmos 45 países analisados neste ano e no anterior.

Em 2016, foram contabilizadas 108 milhões de pessoas que sofriam com grave insegurança alimentícia em 48 países, frente às 80 milhões calculadas em 2015.

“Duas a cada três pessoas com fome procedem de países que vivem crises prolongadas”, explicou em conferência o diretor-geral da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva.

As piores crises de alimentos de 2017 se localizaram no Nordeste da Nigéria, na Somália, no Iêmen e no Sudão do Sul, onde havia 32 milhões de pessoas que necessitavam assistência urgente, 16% a mais que um ano antes.

Agência Brasil

Notícias relacionadas