Nadja afirma: PSB não pensa em ficar sem vice governadoria ou senatória do PMDB - WSCOM

menu

Política

14/06/2006


Nadja afirma: PSB não pensa

A vereadora Nadja Palitot (PSB), vice-presidente estadual do PSB, afirmou nesta quarta, 14, na Câmara Municipal, que o partido não trabalha com a hipótese de ficar sem a vice governadoria ou a senadoria na chapa do PMDB.

O PSB, PC do B, PCB e o PT fazem parte de uma frente de esquerda que ficou de indicar prováveis nomes para chapara majoritária do partido do senador José Maranhão até a sexta, 16.

“Até porque o PSB tem sete Prefeituras, quatro vice-prefeituras, mais de 40 vereadores e se encontra em mais de 60 municípios”, argumenta.

A vereadora acredita que o nome não pode sair apenas do prefeito Ricardo Coutinho, presidente estadual do partido, porque o PSB é um partido ‘plural’ e tem, e pode, indicar vários nomes, até para satisfazer as suas próprias bases. Como ela disse: ‘de Cajazeiras a Cabedelo’.

Talvez por isso, está marcada para hoje, por volta das 18h, na sede do partido, uma reunião do diretório municipal para fazer a indicação dos nomes. Nadja acabou adiantando alguns partidários que serão indicados.

“Temos o nome de Leo Abreu, Marcondes Gadelha, Manoel Júnior (o vice-prefeito da Capital), Chico Lopes e Neto Franca”, expõe. “O partido trabalhará com uma lista”, garante.

“Eu vou solicitar aos companheiros a inscrição”, informa, a idéia da vereadora é apresentar uma lista contendo entre 10 a 12 nomes.

O PT – O PT também estará se reunindo hoje, a partir das 18h, na sede do partido, para fazer a indicação de seus nomes.

Segundo informações repassadas pelo secretário estadual do partido, Jackson Macedo os nomes indicados deverão ser os do deputado federal Luiz Couto, dos deputados estaduais Frei Anastácio e Rodrigo Soares e da coordenador do grupo de trabalho eleitoral Giucélia Figueiredo.

Notícias relacionadas