Meia Passagem: Reunião termina sem acordo e estudantes prometem novas manifestaç - WSCOM

menu

Paraíba

07/06/2006


Meia Passagem: Reunião termina sem

Os estudantes não ficaram satisfeitos com o resultado da reunião realizada na manhã de hoje, 7, com representações do governo do Estado para discutir o fim do limite no número de meias-passagens no transporte intermunicipal. A cota de 18 passagens foi mantida e os estudantes prometem novas manifestações.

Segundo o diretor de movimentos sociais da UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), Emerson Lira, a manutenção do limite é uma demonstração de incoerência e retrocesso por parte do governo, que em 2004 chegou a sancionar o projeto. “Não houve nenhum avanço para classe estudantil. O que vimos aqui foi uma manifestação de incoerência e por isso não vamos desistir”, garante.

Novas manifestações já estão previstas nos próximos dias em Guarabira e Patos e esta semana ainda os estudantes decidem se vão realizar novos protestos em João Pessoa

A única garantia dada aos estudantes, foi de que o secretário da Casa Civil, Manfredo Guedes, vai conversar ainda hoje com o coordenador do Procon Estadual, Odon Bezerra a fim de estudar mecanismos legais para fiscalizar o cumprimento da Lei.

“O limite de 18 passagens permanece, mas garantimos aos estudantes que serão analisados meios eficazes para garantir que as empresas de ônibus respeitem a cota”, resume Guedes. O secretário ficou de analisar também a possibilidade de estender o benefício da meia passagem ao transporte aquaviário.

O deputado Rodrigo Soares, que representou a Assembléia Legislativa na reunião, diz também não ter ficado satisfeito com o resultado da negociação. “Vamos continuar lutando. Vou apresentar projeto na AL para ampliar questão da meia passagem. Essa decisão é no mínimo incoerência do governo: a Lei chegou a ser aprovada por unanimidade e sancionada”, defende.

Notícias relacionadas