Garibaldi admite recuar para tentar salvar relatório final da CPI dos Bingos - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

20/06/2006


Garibaldi admite recuar para tentar

O relator da CPI dos Bingos, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), admitiu alterar o texto final para viabilizar um entendimento para aprová-lo. A sessão da Comissão começou com quase cinco horas de atraso por conta do impasse gerado e pelas negociações internas de governistas e oposicionistas para reorganizar a maioria “instável” da CPI.

Garibaldi cederia aos anseios da oposição para incluir no texto o pedido de indiciamento do ex-ministro José Dirceu e de Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Para salvar o meu relatório pode ser que isso aconteça. Eu não inclui os dois por falta de elementos não porque passei um atestado de inocência para ambos”, afirmou Garibaldi. Além da sugestão de abertura de inquérito, governo e oposição não aceitam a inclusão de uma proposta para liberar o jogo de bingos no Brasil.

O senador Romeu Tuma (PFL-SP) afirmou que a CPI limitou-se à disputa política já que grande parte dos fatos investigados está no âmbito do Ministério Público e da Polícia Federal. “Estamos diante de um jogo político porque 80% das coisas estão sendo investigados. No caso de Ribeirão Preto se esperarmos mais haverá até condenação”, afirmou o pefelista de São Paulo.

A CPI dos Bingos investigou acusações de irregularidades nos contratos de coleta de lixo cometidas pelo ex-ministro Antonio Palocci quando era prefeito de Ribeirão.

Leia mais no site do Último Segundo

Notícias relacionadas