EUA, Rússia e Síria elevam tom na ONU e trocam acusações após ataque - WSCOM

menu

Internacional

15/04/2018


EUA, Rússia e Síria elevam tom na ONU e trocam acusações após ataque

Síria e Rússia acusam potências ocidentais de mentir e fabricar fatos. EUA afirmam que estão 'carregados e engatilhados' caso seja feito mais uso de armas químicas

A reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, em que o projeto de resolução russo para condenar o ataque desta sexta na Síria foi rejeitado, teve troca de ameaças e discursos em tom elevado.

EUA, França e Reino Unido atacaram nesta sexta instalações de armas na Síria em resposta a um suposto ataque químico em 7 de abril na cidade de Duma, pelo qual responsabilizam o governo de Bashar al-Assad.

ONU rejeita resolução russa para condenar o ataque na Síria

ONU rejeita resolução russa para condenar o ataque na Síria

Os embaixadores da Síria e da Rússia na ONU, que negam o uso de armas químicas, acusaram as três potências de mentir sobre seus interesses ao atacar a Síria e de fabricar fatos para justificar o ataque.

Já os representantes de EUA, Reino Unido e França foram duros ao condenar o uso de armas químicas, que é proibido por convenções da ONU. Os EUA ainda ameaçaram o regime de Assad afirmando que estão “carregados e engatilhados” caso seja feito mais uso de armas químicas.

Este foi o 5º encontro do Conselho de Segurança desde o suposto ataque químico em Duma. A aprovação de qualquer resolução no Conselho de Segurança é difícil porque os EUA e a Rússia, que têm poder de veto, estão em lados opostos.

Veja a seguir os destaques dos discursos:

Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU

Assista ao discurso do embaixador da Rússia na ONU

Assista ao discurso do embaixador da Rússia na ONU

Nebenzia criticou o ataque desta sexta, dizendo que ele agrada aos terroristas que se escondem na Síria. Também disse que os três países que lançaram o ataque – EUA, Reino Unido e França – violaram a lei internacional e a ONU.

“Vocês estão derramando lágrimas de crocodilo a respeito do sofrimento dos cidadãos inocentes. Vocês não estão interessados de fato no sofrimento deles. Vocês só estão piorando a situação humanitária.”

“Em 24 horas vocês podem acabar com o conflito na Síria. Para isso, Washington, Londres e Paris só têm que ordenar que os terroristas escolhidos à mão parem com os ataques contra o seu próprio povo.”

“Os ataques foram feitos contra estruturas sírias que estavam sendo usadas contra os terroristas.”

“Washington continua dizendo que o único objetivo é lutar contra os terroristas, mas temos sérias dúvidas a respeito disso.”

“É claro que aqueles no Ocidente se cobrem com o discurso da defesa dos Direitos Humanos. Tentam justificar sua atuação na Síria supostamente para derrotar jihadistas, mas na verdade o que querem é arruinar o país.”

Nikki Haley, embaixadora americana na ONU

Assista ao siscurso da embaixadora dos EUA na ONU

Assista ao siscurso da embaixadora dos EUA na ONU

Haley justificou o ataque dizendo que o Conselho de Segurança não chegou a nenhuma conclusão nessa semana sobre o uso de armas químicas e que o momento de conversas teria acabado.

“O Reino Unido, a França e os EUA agiram. Não como vingança, não como punição, não como uma mostra simbólica de força. Nós agimos para impedir o uso futuro de armas químicas e fazer com que o regime sírio seja responsabilizado por essas atrocidades.”

“Sabemos que uma campanha de desinformação está em curso essa manhã e o que a Rússia está fazendo não pode mudar os fatos.”

“As imagens de crianças mortas não foram fake news. Foram um resultado do ataque bárbaro do regime sírio contra a humanidade.”

“Falei com o presidente nessa manhã e ele disse que se o regime sírio usar esse gás venenosa de novo, os EUA estão carregados e engatilhados.”

Bashar al-Jaafari, embaixador sírio na ONU

Asissta ao discurso do embaixador da Síria na ONU

Asissta ao discurso do embaixador da Síria na ONU

Al-Jaafari acusou os países que promoveram o ataque contra seu país de mentir sobre suas intenções e disse que um dos prédios atacados foi inspecionado duas vezes no ano passado por uma comissão da Opaq, que entregou relatórios atestando que não havia nenhuma atividade química na instalação.

Disse que o ataque foi uma “flagrante violação” e que seu país prendeu os responsáveis pelo ataque químico em Duma e que eles admitiram a responsabilidade. Também informou que uma nova delegação da Opq chegou na Síria e receberá o apoio do governo para realizar sua investigação.

“As mentiras não valem nada. Não servem a ninguém. Servem apenas àqueles que mentem uma vez. Quando passam a ser repetidas, essa pessoa que mente apenas reforça a ideia de que é um mentiroso.”

“Se eles [EUA, Reino Unido e França] sabiam a localização e o papel desses centros, por que não compartilharam essa informação com os organismos internacionais de controle?”

“Vamos acabar com as mentiras e a fabricação de fatos para justificar a agressão contra o meu país.”

“Seus mísseis, aviões e bombas não vão enfraquecer a nossa determinação de derrotar e destruir os terroristas. Isso não vai impedir que o povo sírio decida o seu futuro político sem intervenções estrangeiras.”

“Tenho três cópias da carta das Nações Unidas e pediria que distribuíssem a essas delegações, talvez para lançar alguma luz. Que os ilumine e que eles acordem da sua ignorância e da sua tirania.”

Karen Pierce, embaixadora do Reino Unido na ONU

Assista ao discurso da embaixadora do Reino Unido na ONU

Assista ao discurso da embaixadora do Reino Unido na ONU

“Temos informação de Inteligência de que o regime sírio é responsável pelo ataque químico do sábado passado. Provas nos levam a essa conclusão.”

“O regime sírio vem matando pessoas há 7 anos e o uso de armas químicas exacerba o sofrimento de civis e desafia a proibição internacional. Isso é um crime de guerra e um crime contra a humanidade.”

“Os apoiadores do regime sírio são os grandes responsáveis pelas suas violações das leis humanitárias.”

“Eles usam fome como método de guerra, usam civis como alvos e os civis não conseguiram receber ajuda humanitária. Dezenas de milhares de pessoas foram torturadas e executadas pelo regime.”

“Não vamos tomar lição de lei internacional da Rússia.”

François Delattre, embaixador francês na ONU

Assista ao discurso do embaixador da França na ONU

Assista ao discurso do embaixador da França na ONU

“A França não tem dúvida nenhuma da responsabilidade do regime Assad nesse ataque [do dia 7 de abril em Duma]. Aqueles que contestam as evidências travestem os fatos diante do mundo.”

“Há anos Assad, com o apoio de seus aliados, vem fazendo uma destruição de toda a oposição, desprezando os princípios mais elementares da humanidade e tendo como preço a vida de civis.”

“Com o uso sistemático do direito de veto no Conselho de Segurança, a Rússia traiu o compromisso que tomou para garantir a destruição do arsenal químico sírio. Esse bloqueio do Conselho de Segurança é uma armadilha mortífera da qual temos que sair.”

“Meu país, que conheceu na carne o efeito devastador das armas químicas na Primeira Guerra Mundial, não vai permitir nunca o emprego das armas químicas.”

G1

Notícias relacionadas