Em São Paulo, Lula retoma críticas ao ensino público - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

03/06/2006


Em São Paulo, Lula retoma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar neste sábado a falta de investimentos em educação, durante cerimônia em Santo André, no ABC Paulista.

“Esses meninos que vocês vêem aí, de vez em quando sendo presos na Febem, no PCC, são jovens, resultado da década perdida, resultado da década de 80, quando nós não investimos corretamente em educação, na formação da nossa juventude”, afirmou Lula, segundo a Agência Brasil, ao participar da inauguração do novo centro do Consórcio Social da Juventude do Grande ABC.

Ao listar programas do governo voltados à juventude, o presidente criticou indiretamente o ex-prefeito de São Paulo José Serra, pré-candidato tucano ao governo do Estado.

“Aqui para São Paulo, por exemplo, na capital, nós colocamos 30 mil vagas à disposição do prefeito e lamentavelmente ficamos um ano esperando e o prefeito não atendeu as 30 mil vagas, nós não preenchemos”, disse Lula, citando o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem).

Na véspera, ele havia criticado o planejamento educacional de São Paulo, afirmando que foi “premeditado” o abandono do ensino público no Estado.

O presidente disse ainda que, de 1980 a 2000, a economia brasileira passou por um período de estagnação e que agora será diferente.

“O Brasil não vai jogar fora a oportunidade dele no século 21. O Brasil jogou fora no século 19, jogou fora no século 20. Só para vocês terem idéia, de 1980 a praticamente 2000, a economia brasileira esteve estagnada, ela não cresceu, ou cresceu muito pouco, é uma geração de jovens”, afirmou.

Notícias relacionadas