Em jogo de 6 gols, Marcos Aurélio assinala pintura e Botafogo goleia o Treze no Amigão - WSCOM

menu

Futebol

19/02/2018


Em jogo de 6 gols, Marcos Aurélio assinala pintura e Botafogo goleia o Treze no Amigão

Clássico Tradição ainda tem um jogador expulso do lado do Treze e comemoração polêmica de Nando pelo Belo. No fim, destaque para golaço do camisa 10 botafoguense, encobrindo o goleiro Copetti

RESUMÃO

  • DESTAQUE SEIS GOLS, UMA EXPULSÃO, UMA PINTURA: MUITA TRADIÇÃO!O Clássico Tradição da noite deste domingo, no Amigão, entre Treze e Botafogo-PB, teve vários ingredientes importantes em um duelo entre grandes rivais. A partida teve seis gols, teve jogador expulso, teve comemoração polêmica, teve golaço. E acabou com vitória do Belo por 4 a 2. Mesmo na casa do Galo, o Alvinegro da Estrela Vermelha conseguiu um bom resultado e manteve a invencibilidade que já dura 12 jogos apenas em 2018. Os gols do time de João Pessoa foram marcados por Dico (2), Nando e Marcos Aurélio. Os do de Campina Grande, por Fábio Neves e Dedé.

  • DESTAQUE QUE CATEGORIA!O cronômetro já marcava 42 minutos quando Marcos Aurélio avançou com liberdade pela esquerda do ataque do Botafogo-PB. Ele batia na bola com a classe de sempre, carregando ela em direção ao gol. O goleiro Copetti, do Treze, sem ter zagueiros que o ajudassem a parar o meia botaguense e evitar a tragédia, saiu do gol, ficou adiantado. Vítima ideal. Com um toque de classe, o camisa 10 do Belo foi sutil. Bateu por cobertura, com tranquilidade, com requintes de crueldade. Crueldade que o futebol adora. Golaço! Com a assinatura do MA10.

  • DESTAQUE ISSO NÃO É GOL CONTRA?Dois gols no Clássico Tradição deste domingo chamaram atenção pelo mesmo motivo. O árbitro João Bosco Sátiro assinalou o terceiro gol do Botafogo-PB para Dico e o segundo do Treze para Dedé, mas será que não deveriam ser creditados como gols contra? No lance do gol do Belo, Dico chutou, a bola bateu na trave e voltou em direção ao atacante botafoguense, que estava no meio da área. Mas, no meio do caminho, ela encontrou o corpo do goleiro Copetti, do Treze, e mudou novamente de direção, indo para as redes. Já no gol do Galo, o volante Dedé cruzou para o meio da área do Botafogo-PB, e a bola não ia em direção ao gol, até que desviou em Lula e, aí sim, foi para as redes. Nos dois casos, os toques em Copetti e em Lula foram determinantes para que os gols acontecessem. Mesmo assim, Dico e Dedé acabaram saindo de campo como dois dos artilheiros da partida.

  • DESTAQUE COMO FICA A TABELA?
    Com a vitória, o Botafogo-PB recuperou a terceira colocação do Grupo A, que tinha sido perdida com a vitória do Sousa sobre o Atlético de Cajazeiras. Agora o Belo tem 16 pontos e está atrás de Campinense, que tem 19, e de Nacional de Patos, que também tem 16, mas uma vitória a mais. Sousa, com 14, e Auto Esporte, com 2, completam a classificação da Chave A.

    Já o Treze, apesar da derrota, segue líder e tranquilo no Grupo B. O Galo permanece com 14 pontos, cinco a mais que o CSP, que é o vice-líder, com 9. Serrano-PB, com 8, Atlético-PB, com 7, e Desportiva Guarabira, com 5, fecham a lista de times da Chave B.

  • DESTAQUE O QUE VEM PELA FRENTE?A nona e penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paraibano está marcada para o próximo fim de semana. Botafogo-PB e Treze jogam no domingo. Enquanto o Belo recebe a Desportiva Guarabira no Almeidão, às 16h, o Treze vai até o Sertão, onde enfrenta o Sousa no Marizão, às 17h.

    Antes disso, porém, as duas equipes têm compromissos por outras competições que disputam paralelamente. Na quarta-feira, o Alvinegro de João Pessoa recebe o Atlético-MG no Almeidão, em jogo da segunda fase da Copa do Brasil. E, na quinta-feira, o Alvinegro de Campina Grande vai até Sergipe, onde encara o Confiança pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

Notícias relacionadas