ELEIÇÕES 2006: PFL ameaça unidade no Grupo Cunha Lima por conta da resistência a - WSCOM

menu

Política

21/06/2006


ELEIÇÕES 2006: PFL ameaça unidade

EXCLUSIVO – Um aliado do senador Efraim Morais assegurou ao WSCOM Online, que o grupo liderado pelo parlamentar está insatisfeito com a resistência dos partidos PL, PP e PTB à formação do ‘Chapão’, portanto, há um clima de indefinição sobre o futuro da unidade em torno do Grupo Cunha Lima, caso o problema permaneça. “Não se está no processo para brincadeiras”, sentenciou. Efraim foi mais longe: “se isolarem o PFL, eu aviso que não saio só”.

O problema, que beira a ameaça do PFL, se dá em face da reação ampliada pelo deputado federal Armando Abílio afirmando internamente no PSDB que não aceitará aliança com o partido pefelista na proporcional.

No entendimento do PFL, com as decisões tomadas pelo PL, PP e PTB de manterem uma aliança própria e agora com essa reação de Abílio, a candidatura do advogado Efraim Filho passa a viver perspectiva de ter uma grande votação em outubro, mas podendo não vingar por falta de quorum eleitoral suficiente, em face do encaminhamento feito pelos partidos aliados.

– Esse não é o melhor tratamento dispensado a um aliado importante como o PFL, por isso se não houver uma costura bem feita pode gerar problemas no futuro – assegurou a fonte.

Confirmação – O jornalista José Euflávio, do Jornal O Norte, traz na sua coluna desta quarta-feira, uma declaração do senador Efraim confirmando a ameaça. Diz a Nota:

– Se quiserem isolar o PFL na disputa para a Câmara Federal, eu aviso que não saio só. O PFL quer apenas eleger um deputado federal e ajudar ao governador Cássio Cunha Lima a se reeleger, que o é melhor para a Paraíba”.

Notícias relacionadas