WSCOM Online

Login no site Esqueci minha senha O que é Vozmice?
Busca no site

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aliquam dapibus leo quis nisl. In lectus. Vivamus consectetuer pede in nisl. Mauris cursus pretium mauris. Suspendisse condimentum mi ac tellus. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Donec sed enim. Ut vel ipsum. Cras consequat velit et justo. Donec mollis, mi at tincidunt vehicula, nisl mi luctus risus, quis scelerisque arcu nibh ac nisi. Sed risus. Curabitur urna. Aliquam vitae nisl. Quisque imperdiet semper justo. Pellentesque nonummy pretium tellus.

Menu de navegação

/ Notícias / Educação

1/18/13 - 6:27 PM - Atualizado em 1/18/13 - 6:28 PM


Menino de 15 anos que passou em medicina pelo Sisu obtém autorização para fazer universidade


Com nota do Enem, Tiago Saraiva foi aprovado na Universidade Federal do Ceará

 O jovem Tiago Saraiva, de 15 anos, foi autorizado pelo Conselho de Educação do Ceará a pular o 2º e o 3º ano do ensino médio e ingressar na universidade. Com a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), Saraiva se inscreveu no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e foi aprovado no curso de medicina na Universidade Federal do Ceará, no campus de Sobral, onde mora com a família.

Saraiva fez a prova quando tinha apenas 14 anos e estava no fim do 1º ano do ensino médio. De acordo com ele, o exame foi feito como uma forma de testar sem conhecimentos.

— O colégio tem uma política de incentivar os melhores alunos a fazer o vestibular para treinar. Eu fiz o vestibular de Acaraú [também no Ceará] e tive um bom resultado. Então resolvi prestar o Enem, fiz aulas específicas e fui fazer a prova.

Leia mais notícias de Educação

Ele conta que, ao ver a nota, se surpreendeu com as notas acima da média. Com isso, passou a acompanhar as notas de corte do Sisu, vendo que tinha chances de passar na federal de medicina.

—Levei um susto ao ver que passei. Foi um misto de surpresa e felicidade.

Tiago afirmou que sempre foi um bom aluno e gostou de estudar. Segundo o jovem, ele tinha uma rotina de estudar em casa cerca de duas ou três horas por dia. Mas o estudo mais intenso acontecia no colégio.

— Eu chegava 12h e estudava até 22h. Além das aulas normais, tinha aulas voltadas para olimpíadas e vestibulares.

Idade

Além de ter apoio dos pais, Tiago afirmou que conversou com a psicóloga do colégio para analisar se está preparado para ingressar em uma universidade, com colegas mais velhos.

— A psicóloga disse que eu tenho certa maturidade para enfrentar a situação. Conversamos e chegamos à conclusão que não seria impactante [as aulas e convivência apenas com pessoas mais velhas].

O pai de Tiago, Santiago Saraiva, conta que ele e a mãe, uma pedagoga, sempre acreditaram no potencial do jovem.

— Ele sempre foi muito focado, o resultado foi muito gratificante.

 

R7.







Revista Nordeste

Veja nesta edição: Os novos desafios do Brasil em 2015.


Veja no Portal NORDESTE:

Busca no site


© Todos os direitos reservados - Grupo WSCOM de Comunicação - www.wscom.com.br

Produzido por Construir Sites