WSCOM Online

Login no site Esqueci minha senha O que é Vozmice?
Busca no site

Menu de navegação

/ Notícias / Educação

4/15/12 - 9:48 AM


Jornalista lança livro sobre projeto de comunicação em escola


Educador trabalha há 10 anos em escola de são Paulo com curso que discute a mídia e relata experiência e metodologia de ensino

 Trabalhar a comunicação como forma de exercitar a criatividade, a expressão dos jovens e estimular a inovação. Esta é a proposta de um projeto de comunicação desenvolvido pelo jornalista Alexandre Le Voci Sayad há 10 anos no Colégio Bandeirantes, em São Paulo. A trajetória e a metodologia aplicada no curso, pelo qual passaram quase 200 alunos, estão relatadas no livro Idade Mídia – Comunicação reinventada na escola, que será lançado neste sábado (14).


O curso extracurricular mistura debates, discussões sobre a mídia, visitas a redações de veículos de comunicação, palestras de especialistas e consiste na elaboração de um projeto de comunicação feito pelos alunos, uma revista, fanzine, documentário ou jornal. “O Idade Mídia não é um curso, mas um projeto. A ideia é criar algo, desenvolver um produto”, conta Alexandre.

Quando o projeto surgiu, em 2002, a internet ainda não estava tão presente no cotidiano dos alunos, mas já dava sinais de que a produção e a publicação de conteúdos seriam facilitadas. “A gente já enxergava a comunicação com uma questão importante e queria formar advogados, médicos, publicitários, jornalistas, mas que soubessem se comunicar”, conta.

Apesar de não ter a pretensão de ser profissionalizante, muitos ex-alunos do curso extracurricular se tornaram jornalistas, publicitários ou atores. Depoimentos deles e de profissionais que colaboraram com o curso estão na obra, um misto de reportagem com pesquisa acadêmica sobre a relação entre educação e comunicação.

Entre os trabalhos produzidos nos últimos dez anos, Alexandre destaca a revista de 2008, que abordou São Paulo. Era ano de eleições municipais e o colégio realizou debates entre os alunos e os candidatos à Prefeitura da cidade – com exceção de Marta Suplicy (PT) que não aceitou o convite. “Eles pensaram São Paulo e fugiram totalmente do lugar comum. Mostraram a cultura de dança e como a arquitetura foi se modificando ao longo do tempo”, lembra o educador. Este e outros trabalhos podem ser acessados no blog do projeto.

Para Alexandre a escola precisa se tornar mais interessante e resgatar sua posição de local de aprendizado, perdida para games, amigos, internet e para a mídia. “A escola precisa ser um polo cultural, onde o jovem possa realizar e fazer coisas de seu interesse.” Ele pretende levar o Idade Mídia para outras escolas particulares e públicas.


Alexandre Le Voci Sayad é jornalista e educador, especializado em Direitos Humanos. Foi um dos fundadores da Cidade Escola Aprendiz, junto com o jornalista Gilberto Dimenstein, da Rede Andi e da Rede de Experiências em Comunicação, Educação e Participação (CEP), da qual é secretário-executivo. No Colégio Bandeirantes é coordenador dos programas Idade Mídia e Open City, em parceria com a Universidade de Harvard e o MIT.

Serviço

Idade Mídia – A comunicação reinventada na escola
Alexandre Le Voci Sayad
Editora Aleph
R$ 46
280 páginas

Lançamento: 14 de abril, sábado
Livraria da Vila Shopping Higienópolis
Avenida Higienópolis, 618 – São Paulo-SP
15h às 16h – Bate-papo com o autor e convidados (Gilberto Dimenstein, Sergio Rizzo e Mauro Aguiar)
16h às 18h – Autógrafos

Último Segundo







Revista Nordeste

Veja nesta edição: Gênios da Bahia na política.


Veja no Portal NORDESTE:

Busca no site


© Todos os direitos reservados - Grupo WSCOM de Comunicação - www.wscom.com.br

Produzido por Construir Sites