CPI dos Sanguessugas vai buscar dados na Polícia Federal, Ministério Público e S - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

23/06/2006


CPI dos Sanguessugas vai buscar

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Sanguessugas começa o planejamento dos trabalhos na segunda-feira (26). O presidente deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ) e o relator senador Amir Lando (PMDB-RO) querem fazer visitas ao Ministério Público, Polícia Federal e ao Supremo Tribunal Federal para buscar documentações sobre as investigações que estão sendo feitas sobre a compra fraudulenta e superfaturada de ambulâncias com recursos do orçamento. “Vamos fazer visitas para buscar manancial de provas”, disse o relator.

O esquema de compra de ambulâncias foi desbaratado pela Operação Sanguessuga, da Polícia Federal em maio. O esquema tinha integrantes que atuavam em prefeituras, no Ministério da Saúde e dentro do Congresso Nacional.

A primeira reunião da CPI está marcada para quarta-feira, quando poderá ser definido o plano de trabalho. Lando pretende sugerir um mutirão durante a Copa para adiantar as investigações. Segundo ele, deverá ser definido um cronograma compatível com ano eleitoral. “Se todos fizerem um esforço comum, vamos chegar a verdade”, afirmou.

O senador disse que não há risco da comissão terminar sem relatório. “Agora sou responsável. Vou cumprir meu dever de casa e cumprir prazos”, afirmou. A CPI tem 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30. Lando foi presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Compra de Votos e do Mensalão, instalada no ano passado. O relatório chegou a ser apresentado, mas não foi votado porque o prazo regimental da CPI esgotou.

Notícias relacionadas