Confronto entre seguranças e ambulantes acaba na 2ª DD; delegado contesta uso de - WSCOM

menu

Policial

01/06/2006


Confronto entre seguranças e ambulantes

O delegado Marcelo Bion, da Segunda Distrital de João Pessoa, informou que vai enviar ofício a Polícia Federal com o objetivo de saber de um grupo de segurança que presta serviço a Prefeitura Municipal de João Pessoa está autorizado a usar cassetetes e algemas.

A decisão de Marcelo Bion foi motivada pelas agressões praticadas pelos seguranças da Prefeitura Municipal contra ambulantes que estavam se encontravam na manhã desta quinta-feira no Parque Sólon de Lucena. Houve confronto e sete pessoas, sendo quatro ambulantes e três seguranças foram parar na 2ª Distrital.

As vítimas de agressões foram os ambulantes José Rogério da Silva, Maria Cristina Lacet Ferreira, José Rivaldo da Silva e Valdemir Pereira da Silva. Pelo lado dos seguranças ficaram feridos André Rodrigues dos Anjos, José Eduardo de Oliveira Ribeiro e José Carlos Martins da Silva. O delegado lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO, porque todos sofreram ferimentos leves.

Marcelo Bion disse que os agentes de segurança da Prefeitura Municipal usaram da violência, sendo revidados pelos ambulantes com pedras. Os vendedores estavam com telas móveis expondo capas de celulares e outros objetos a venda no Parque Sólon de Lucena quando os seguranças chegaram e sem qualquer diálogo passaram a apreender os produtos, provocando revolta entre os camelôs.

A ação dos seguranças também gerou protesto da população pela violência que eles usaram, empurrando qualquer pessoa que se passassem próximo deles, inclusive transeunte que nada tinha com o conflito.

Notícias relacionadas