Cícero se mantém convicto da inocência, só responderá na Justiça e diz estar ‘de - WSCOM

menu

Política

01/06/2006


Cícero se mantém convicto da

EXCLUSIVO – O ex-prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, não responderá a matérias geradas pela Imprensa porque está decidido a somente se posicionar acerca da Operação Confraria em juízo – assegurou ao WSCOM Online o advogado Walter Agra informando que o depoimento dos procuradores Antonio Edílio e Fabio George no Senado, nesta quarta-feira, pouco acrescentou. Ele disse que Cícero aguarda manifestação do Ministério Público para provar inocência, tanto que a Justiça já ‘desmoronou’ algumas acusações.

A defesa do ex-prefeito entende ainda que o posicionamento dos dois procuradores, atualmente lotados em Recife, não tem efeito no processo porque são outros procuradores, os responsáveis pelo pronunciamento se oferecerão denúncia ou não,

– Estamos no aguardo desse pronunciamento para apresentarmos a defesa segura do ex-prefeito Cícero, como já fizemos em diversos momentos requeridos pela Justiça – acrescentou ele adiantando que “não temos o que dizer ou responder diante das falas dos procuradores no Senado”.

Estratégia de defesa – Pela primeira vez, o advogado de defesa de Cícero admitiu que sejam pedidas perícias ou auditorias independentes pelo ex-prefeito para contestar dados apresentados pelas investigações.

– Até agora ele não pediu nenhuma perícia, nenhuma auditoria, o que pode fazê-lo no decorrer do processo para provar que não houve nenhuma anormalidade como denunciado pela CGU – adiantou.

Segundo comentou, “a cada momento está havendo desmoronamento da tese da delegada Luciana Paiva de irregularidades, tanto que nos primeiros casos já houve reforma da Justiça, a exemplo de um caso de uma empresa que pediu nova auditoria sendo concedido judicialmente e comprovado posteriormente de inexistência de irregularidade”.

Ele não quis antecipar o nome da empresa, sob o entendimento de estar em segredo de justiça, mas considerou como fato importante mostrando que as teses de acusação estão desmoronando.

Ele disse, ao final que Cícero está tranqüilo e seguro de que provará sua inocência, para isso aguarda apenas o posicionamento final do Ministério Público.

Notícias relacionadas